Sobre o estudo da poesia grega, livro de Friedrich Schlegel

Sobre o estudo da poesia grega


R$ 37,10
preço de capa: R$ 53,00
economia de: R$ 15,90 (30%)
editora: ILUMINURAS
prazo: Postagem em 1 dia útil + frete
Apenas 2 em estoque.
   adicionar ao carrinho
  • Fragmentos Sobre Poesia e Literatura. 1797-1803. Conversa Sobre Poesia, livro de Friedrich Schlegel

    Fragmentos Sobre Poesia e Literatura. 1797-1803. Conversa Sobre Poesia

    Friedrich Schlegel

    R$ 84,00
    R$ 68,88


  • O sujeito incômodo - O centro ausente da ontologia política, livro de Slavoj Zizek

    O sujeito incômodo - O centro ausente da ontologia política

    Slavoj Zizek

    R$ 79,00
    R$ 55,30


  • Dois regimes de loucos - Textos e entrevistas (1975-1995), livro de Gilles Deleuze

    Dois regimes de loucos - Textos e entrevistas (1975-1995)

    Gilles Deleuze

    R$ 75,00
    R$ 61,50


  • O jovem Hegel - e os problemas da sociedade capitalista, livro de György Lukács

    O jovem Hegel - e os problemas da sociedade capitalista

    György Lukács

    R$ 107,00
    R$ 87,17


  • Biopolitica - Críticas, debates, perspectivas, livro de Tomas Lemke

    Biopolitica - Críticas, debates, perspectivas

    Tomas Lemke

    R$ 45,00
    R$ 31,50


  • Os portões do Éden - Igualitarismo, política e Estado nas origens do pensamento moderno, livro de Antonio Carlos Mazzeo

    Os portões do Éden - Igualitarismo, política e Estado nas origens do pensamento moderno

    Antonio Carlos Mazzeo

    R$ 59,00
    R$ 41,30


  • Marx e a crítica do modo de representação capitalista, livro de Jorge Grespan

    Marx e a crítica do modo de representação capitalista

    Jorge Grespan

    R$ 59,00
    R$ 41,30


Descrição
"A concepção filosófico-histórica de Schlegel tem três raízes: a experiência da Antiguidade, o sofrimento refletido na Modernidade e a esperança no reino vindouro de Deus. [...] A Antiguidade natural e perfeita foi apreendida em sua natureza única e integrada ao processo histórico do espírito como o primeiro período [...]. Por essa razão, a Antiguidade não é mais reproduzível no presente, este é compreendido como o segundo período [...]. Todavia, a Antiguidade torna-se significativa para o futuro. O que está ainda por vir não deve, assim, ser sua repetição, ou seja, nenhuma completude natural, mas uma totalidade espiritual que se desenvolve a partir do núcleo da própria Modernidade." - Peter Szondi "O Romantismo no final do século XVIII foi um movimento tão multifacetado que dele já se disse que rompeu com os clássicos, mas também que permaneceu sob a tirania dos clássicos. Para artistas e filósofos, estava em questão a antiga herança grega, isto é, a relação com sua tradição. Nesse contexto, 'Sobre o estudo da poesia grega' foi central na gênese do pensamento romântico alemão sobre a história. O título já é indicativo: não se trata apenas da poesia grega, mas de como fazer o seu estudo. O problema, para o jovem autor Friedrich Schlegel, era menos a arte clássica do que a forma de se apropriar dela contemporaneamente. O objetivo do debate erudito era também comparar o passado à nova situação presente: aquele tinha unidade, totalidade, objetividade, naturalidade, ingenuidade e beleza; esta era fragmentada, individual, subjetiva, artificial, reflexiva e interessante. Novalis, poeta e amigo de Schlegel, dizia que a estética do Romantismo não apenas estava criando a modernidade, mas também — pelo contraste — a antiguidade. O desafio, como se vê, não estava em recusar ou endossar os clássicos, e sim em entreter uma relação diferente com eles. Os românticos recuperaram o valor da Idade Média e descobriram o Oriente, porém, jamais abandonaram a Grécia. Por sua vez, o elogio à poesia grega — e ele é intenso aqui — exigiria uma crítica de seu estudo habitual, que se amparava na mera imitação de velhos modelos. Isso porque a meta de Schlegel era contribuir, por meio da crítica literária, para a formação moderna. Era compreender como os versos de Dante ou os dramas de Shakespeare pavimentavam o caminho a seguir pela poesia, a partir de um novo contato com os antigos, menos submisso às lições poéticas aristotélicas. O “dialeto dos fragmentos” de vanguarda que Schlegel iria, depois, inventar com seu grupo da revista Athenäum foi, em grande escala, um desdobramento e uma transformação de Sobre o estudo da poesia grega. Esse marco no debate moderno sobre a antiguidade, além de nos ensinar sobre a cultura clássica, expõe assim a ideia de uma perfectibilidade infinita da poesia, de que há uma poesia universal e progressiva, justamente o que foi buscado pela filosofia do Romantismo." - Pedro Duarte - PUC-Rio

Dados Técnicos
Páginas: 160
Peso: 220g
ISBN: 9788573215885
Google Books Preview





A 30PorCento é uma livraria virtual cuja missão principal é potencializar, através dos livros, a renovação do pensamento crítico brasíleiro. Oferecemos livros com desconto em todo nosso catálogo.

Frete: além do Sedex e das entregas de Bicicleta, utilizamos também uma categoria especial e econômica para postagem de livros no correio chamada Impresso com Registro Módico, cujo preço é fixo, por peso, para qualquer cidade do Brasil.

Política de troca e devolução: produtos vendidos e enviados pela Livraria 30porcento podem ser devolvidos em até 30 dias após o recebimento do pedido. Para receber o reembolso total, os produtos devolvidos devem estar em condições de novo. Produtos com defeito podem ser devolvidos no prazo de garantia legal solicitados por email em até 30 dias.


Link para a revista literária O Benedito.

> 7LETRAS
> ALEPH
> ALFAGUARA
> AMARILYS
> ANNABLUME
> ATELIE
> AUTENTICA
> AUTONOMIA LITERÁRIA
> BEM-TE-VI
> BIBLIOTECA AZUL
> BLUCHER
> BOITEMPO
> CARAMBAIA
> COMPANHIA DAS LETRAS
> CORTEZ
> COSACNAIFY
> DISCURSO EDITORIAL
> EDIÇÕES LOYOLA
> EDIPRO
> EDITORA 34
> EDITORA UFRJ
> EDITORA UFV
> EDIÇÕES 70
> EDUEL
> EDUEM
> EDUERJ
> EDUFPA
> EDUSP
> ELEFANTE
> ESTAÇÃO LIBERDADE
> EXPRESSÃO POPULAR
> GLOBAL
> HEDRA
> HUMANITAS
> ILUMINURAS
> INSTITUTO MOREIRA SALLES
> INSTITUTO PIAGET
> MANOLE
> MARTINS FONTES
> MERCADO DE LETRAS
> MUNDARÉU
> NOVA ALEXANDRIA
> NOVA FRONTEIRA
> MUSA
> OCTAVO
> PALAS ATHENA
> PAZ E TERRA
> PERSPECTIVA
> PONTES
> RADIO LONDRES
> SENAC
> SESC SP
> TINTA DA CHINA
> TODAVIA
> TORDESILHAS
> UBU EDITORA
> UNESP
> UNICAMP
> VOZES
> WMF MARTINS FONTES
> ZAHAR
+ editoras




Blog Não Gosto de Plágio - a polêmica do plágio de traduções literárias no Brasil, por Denise Bottmann