Reinvenção da Intimidade. Políticas do Sofrimento Cotidiano, livro de Christian Dunker

Reinvenção da Intimidade. Políticas do Sofrimento Cotidiano


R$ 55,46
preço de capa: R$ 59,00
economia de: R$ 3,54 (6%)
editora: UBU
prazo: Sob encomenda. Envio em 2 dias úteis + frete
   adicionar ao carrinho
  • Miséria da Filosofia, livro de Karl Marx

    Miséria da Filosofia

    Karl Marx

    R$ 39,00
    R$ 31,98


  • Diferença entre a filosofia da natureza de Demócrito e a de Epicuro, livro de Karl Marx

    Diferença entre a filosofia da natureza de Demócrito e a de Epicuro

    Karl Marx

    R$ 34,00
    R$ 27,88


  • O Capital - Livro III, livro de Karl Marx

    O Capital - Livro III

    Karl Marx

    R$ 112,00
    R$ 91,84


  • Ensaios Sobre Brecht, livro de Walter Benjamin

    Ensaios Sobre Brecht

    Walter Benjamin

    R$ 39,00
    R$ 31,98


  • Calibã e a Bruxa - Mulheres, Corpo e Acumulação Primitiva, livro de Silvia Federici

    Calibã e a Bruxa - Mulheres, Corpo e Acumulação Primitiva

    Silvia Federici

    R$ 50,00
    R$ 43,00


  • Outubro - história da Revolução Russa, livro de China Miéville

    Outubro - história da Revolução Russa

    China Miéville

    R$ 59,00
    R$ 48,38


  • Natureza Humana - Justiça Vs. Poder - O debate entre Chomsky e Foucault, livro de Noam Chomsky, Michel Foucault

    Natureza Humana - Justiça Vs. Poder - O debate entre Chomsky e Foucault

    Noam Chomsky, Michel Foucault

    R$ 39,90
    R$ 27,93


Descrição
O livro é "uma investigação sobre as formas de amor, sobre suas interveniências políticas, sobre a possibilidade de ficar junto e separado". Esse é o pano de fundo para um cuidadoso trabalho de reflexão psicanalítica sobre a experiência de sofrimento própria da nossa época. Solidão, melancolia, luto, ciúme, paixão, ódio, ressentimento, depressão, compaixão, vergonha são alguns desses sofrimentos que se expressam através de figuras como mães neuróticas, jovens revolucionários, casais, ex-casais, amantes, pais separados, japoneses isolados, esquerdistas, neoliberais – enfim, papéis da subjetividade nos quais ora nos reconhecemos, ora reconhecemos outros à nossa volta.

O argumento do autor tem como premissa implícita a ideia de que o sofrimento, embora vivido no sujeito, requer e propaga uma política. Ou seja, a forma como contamos, justificamos e partilhamos nosso sofrimento está submetida a uma dinâmica de poder. O poder é gerado por quem pode reconhecer o sofrimento e de quem esperamos legitimidade, dignidade ou atenção – seja esse alguém o Estado, um médico, um padre ou policial, ou ainda aqueles com quem compartilhamos a vida cotidiana, e mais ainda aqueles que amamos. As políticas do sofrimento cotidiano incluem, portanto, nossas escolhas diante desses agentes de poder, as maneiras de transformar nosso entorno ou a nós mesmos, as possibilidades de externalizar ou internalizar, construir ou desconstruir afetos, entre outros.

Ao longo do livro, Dunker dá forma a essas ideias abstratas por meio do que há de mais corriqueiro em nosso dia a dia: tendências à hipersocialização, disposição a ficar permanentemente conectado, impotência para construir situações de real solidão ou intimidade.

Sobre o autor

Christian Ingo Lenz Dunker é psicanalista e professor-titular do Departamento de Psicologia Clínica do Instituto de Psicologia da USP. Fez sua livre-docência em psicopatologia e psicanálise (Departamento de Psicologia Clínica, 2011) e seu pós-doutorado pela Manchester Metropolitan University. É Analista Membro de Escola (A.M.E.) do Fórum do Campo Lacaniano e coordenador do Laboratório de Teoria Social, Filosofia e Psicanálise da USP (Latesfip). É autor de Mal-estar, sofrimento e sintoma (Boitempo, 2015), Estrutura e constituição da clínica psicanalítica (Annablume, Prêmio Jabuti de 2012), O cálculo neurótico do gozo (Escuta, 2002) e Por que Lacan? (Zagodoni, 2015). Colunista e colaborador regular de diversos jornais e revistas, dedica-se à pesquisa sobre clínica psicanalítica de orientação lacaniana e suas relações com as ciências da linguagem e com a filosofia.

Dados Técnicos
Páginas: 320
Peso: 404g
ISBN: 9788592886462
Google Books Preview





A 30PorCento é uma livraria virtual cuja missão principal é potencializar, através dos livros, a renovação do pensamento crítico brasíleiro. Oferecemos livros com desconto em todo nosso catálogo.

Frete: além do Sedex e das entregas de Bicicleta, utilizamos também uma categoria especial e econômica para postagem de livros no correio chamada Impresso com Registro Módico, cujo preço é fixo, por peso, para qualquer cidade do Brasil.

Política de troca e devolução: produtos vendidos e enviados pela Livraria 30porcento podem ser devolvidos em até 30 dias após o recebimento do pedido. Para receber o reembolso total, os produtos devolvidos devem estar em condições de novo. Produtos com defeito podem ser devolvidos no prazo de garantia legal solicitados por email em até 30 dias.


Link para a revista literária O Benedito.

> 7LETRAS
> ALEPH
> ALFAGUARA
> AMARILYS
> ANNABLUME
> ATELIE
> AUTENTICA
> AUTONOMIA LITERÁRIA
> BEM-TE-VI
> BIBLIOTECA AZUL
> BLUCHER
> BOITEMPO
> CARAMBAIA
> COMPANHIA DAS LETRAS
> CORTEZ
> COSACNAIFY
> DISCURSO EDITORIAL
> EDIÇÕES LOYOLA
> EDIPRO
> EDITORA 34
> EDITORA UFRJ
> EDITORA UFV
> EDIÇÕES 70
> EDUEL
> EDUEM
> EDUERJ
> EDUFPA
> EDUSP
> ELEFANTE
> ESTAÇÃO LIBERDADE
> EXPRESSÃO POPULAR
> GLOBAL
> HEDRA
> HUMANITAS
> ILUMINURAS
> INSTITUTO MOREIRA SALLES
> INSTITUTO PIAGET
> MANOLE
> MARTINS FONTES
> MERCADO DE LETRAS
> MUNDARÉU
> NOVA ALEXANDRIA
> NOVA FRONTEIRA
> MUSA
> OCTAVO
> PALAS ATHENA
> PAZ E TERRA
> PERSPECTIVA
> PONTES
> RADIO LONDRES
> SENAC
> SESC SP
> TINTA DA CHINA
> TODAVIA
> TORDESILHAS
> UBU EDITORA
> UNESP
> UNICAMP
> VOZES
> WMF MARTINS FONTES
> ZAHAR
+ editoras




Blog Não Gosto de Plágio - a polêmica do plágio de traduções literárias no Brasil, por Denise Bottmann