A Comunidade que Vem, livro de Giorgio Agamben

A Comunidade que Vem


R$ 35,92
preço de capa: R$ 44,90
economia de: R$ 8,98 (20%)
   adicionar ao carrinho
editora: AUTENTICA
assunto:
condição: Livro novo
prazo: Sob encomenda. Envio em 1 dia útil + frete (grátis nas compras acima de R$149 para todo o Brasil)
  • Criminologia E Subjetividade No Brasil, livro de Cristina Rauter

    Criminologia E Subjetividade No Brasil

    Cristina Rauter

    R$ 37,00
    R$ 29,60


  • O uso dos corpos - Homo sacer, IV, 2, livro de Giorgio Agamben

    O uso dos corpos - Homo sacer, IV, 2

    Giorgio Agamben

    R$ 59,00
    R$ 43,07


  • Homo Sacer: O Poder Soberano e a Vida Nua 1, livro de Giorgio Agamben

    Homo Sacer: O Poder Soberano e a Vida Nua 1

    Giorgio Agamben

    R$ 42,00
    R$ 33,60


  • Liberalismo. Entre Civilização E Barbarie, livro de Domenico Losurdo

    Liberalismo. Entre Civilização E Barbarie

    Domenico Losurdo

    R$ 35,00
    R$ 28,00


  • Metropole Corporativa Fragmentada, livro de

    Metropole Corporativa Fragmentada

    R$ 26,00
    R$ 18,20


Descrição
Em A comunidade que vem Giorgio Agamben lê, com releitura, uma constelação de conceitos e empreende, assim, um mapeamento deles, inserindo-os no tríplice registro do levantamento, da pesquisa e do exame. Agamben define seu livro de 1990 como uma reflexão sobre as relações entre essência e existência, entre quid est e quod est, gerada tanto pela nona seção de Ser e Tempo dedicada à negatividade, quanto pela proposição 6.44 do Tractatus Logico-Philosophicus de Wittgenstein, que diz: “o que é místico não é como o mundo é, mas que ele seja”. O livro, portanto, pode ser lido como uma reflexão sobre o Irreparável, ou em outras palavras, sobre a incontornável condição profana do mundo. Não é fortuito que, para tanto, Agamben adote a fórmula do inventário. A comunidade que vem poderia ser vista como a releitura, feita pelo próprio Agamben, de seu método arqueológico. Mas, aviso aos navegantes: a comunità de Agamben não significa a comunidade nem mesmo o comunismo, o comunitarismo. Che viene também não quer dizer futura. Quer dizer inoperante e decreativa. Impolítica. Algo que está sempre chegando, no meio de uma coletividade e é, justamente, porque nunca acaba de chegar por inteiro, que ela resiste ao coletivo e até mesmo ao indivíduo. Raul Antelo

Dados Técnicos
Páginas: 104
Peso: 159g
ISBN: 9788582171387
Google Books Preview
Busca por Artigos d'O Benedito
Book GlyphImpressões de Foucault
...ou procura compreendê-las de modo mais profundo. Penso em filósofos como Gilles Deleuze, Giorgio Agamben, Toni Negri, Michael Hardt. Ou em sociólogos como Robert Castel e Jacques Donzelot. No...


Book GlyphHistórias de fantasma – uma leitura sobre a ciência sem nome de Aby Warburg
...ciência, que certa vez ele definiu como “histórias de fantasma para gente grande”. Giorgio Agamben é um dos muitos intelectuais que estudaram em meio às prateleiras da Biblioteca Warburg – a biblioteca...


Book GlyphEstado de Exceção
...ncia e a atualidade da discussão sobre o tema sugerida pelo filósofo italiano Giorgio Agamben, Èlida Gomes de Oliveira pontua: “O título desta obra [Estado de exceção] origina-se...






A 30PorCento é uma livraria virtual cuja missão principal é potencializar, através dos livros, a renovação do pensamento crítico brasíleiro. Oferecemos livros com desconto em todo nosso catálogo.

Frete: além do Sedex e das entregas de Bicicleta, utilizamos também uma categoria especial e econômica para postagem de livros no correio chamada Impresso com Registro Módico, cujo preço é fixo, por peso, para qualquer cidade do Brasil.

Política de troca e devolução: produtos vendidos e enviados pela Livraria 30porcento podem ser devolvidos em até 30 dias após o recebimento do pedido. Para receber o reembolso total, os produtos devolvidos devem estar em condições de novo. Produtos com defeito podem ser devolvidos no prazo de garantia legal solicitados por email em até 30 dias.


Link para a revista literária O Benedito.

> 7LETRAS
> ALEPH
> ALFAGUARA
> AMARILYS
> ANNABLUME
> ATELIE
> AUTENTICA
> BEM-TE-VI
> BIBLIOTECA AZUL
> BLUCHER
> BOITEMPO
> CARAMBAIA
> COMPANHIA DAS LETRAS
> CORTEZ
> COSACNAIFY
> DISCURSO EDITORIAL
> EDIÇÕES LOYOLA
> EDIPRO
> EDITORA 34
> EDITORA UFRJ
> EDITORA UFV
> EDIÇÕES 70
> EDUEL
> EDUEM
> EDUERJ
> EDUFPA
> EDUSP
> ESTAÇÃO LIBERDADE
> EXPRESSÃO POPULAR
> GLOBAL
> HEDRA
> HUMANITAS
> ILUMINURAS
> INSTITUTO MOREIRA SALLES
> INSTITUTO PIAGET
> MANOLE
> MARTINS FONTES
> MERCADO DE LETRAS
> MUNDARÉU
> NOVA ALEXANDRIA
> NOVA FRONTEIRA
> MUSA
> OCTAVO
> PALAS ATHENA
> PAZ E TERRA
> PERSPECTIVA
> PONTES
> RADIO LONDRES
> SENAC
> SESC SP
> TINTA DA CHINA
> TODAVIA
> TORDESILHAS
> UBU EDITORA
> UNESP
> UNICAMP
> VOZES
> WMF MARTINS FONTES
> ZAHAR
+ editoras




Blog Não Gosto de Plágio - a polêmica do plágio de traduções literárias no Brasil, por Denise Bottmann