O anjo da história, livro de Walter Benjamin

O anjo da história


R$ 47,84
preço de capa: R$ 59,80
economia de: R$ 11,96 (20%)
editora: AUTENTICA
assunto:
prazo: Sob encomenda. Envio em 1 dia útil + frete
   adicionar ao carrinho
  • Noites Aticas, livro de

    Noites Aticas

    R$ 80,00
    R$ 72,80


  • A ideologia alemã, livro de Karl Marx e Friedrich Engels

    A ideologia alemã

    Karl Marx e Friedrich Engels

    R$ 84,00
    R$ 68,88


  • Afinidades seletivas, livro de Perry Anderson

    Afinidades seletivas

    Perry Anderson

    R$ 52,00
    R$ 36,40


  • O que resta de Auschwitz, livro de Giorgio Agamben

    O que resta de Auschwitz

    Giorgio Agamben

    R$ 42,00
    R$ 34,44


  • Extinção, livro de Paulo Arantes

    Extinção

    Paulo Arantes

    R$ 52,00
    R$ 49,92


  • O capitalismo como religião, livro de Walter Benjamin, Michael Löwy (org.)

    O capitalismo como religião

    Walter Benjamin, Michael Löwy (org.)

    R$ 48,00
    R$ 39,36


  • Walter Benjamin: aviso de incêndio, livro de Michael Löwy

    Walter Benjamin: aviso de incêndio

    Michael Löwy

    R$ 42,00
    R$ 34,44


Descrição
Tradução de João Barrento

Que não se busque nesta publicação – com tradução e edição esmeradas do português João Barrento – todo o pensamento e o coração aquecido de Walter Benjamin.

Como diz aquele, referindo-se às teses “Sobre o conceito de História”, a narrativa benjaminiana é “um conjunto instável de reflexões”. Além do que, a vida do escritor, ao tempo destas reflexões, estava colada ao terror e à violência da guerra do nazismo. Contudo, os ruídos assustadores dessas contingências empurraram Benjamin para ficar vivo e para pôr no papel ideias que produzira ao longo de aproximadamente duas décadas – algo também operado como consolo e ataque para a desgraça europeia.

Convém acompanhar os textos do filósofo com os outros na seção “Comentário”, pela riqueza da pesquisa de Barrento, que traz cartas de Benjamin e seus interlocutores, notas e informações complementares.

Muitas das espessuras e dimensões do vivido afortunadamente chegam até nós nesta edição. Os direitos e as iluminações do passado, o vigor do materialismo histórico, a necessária revisão da tradição, o patrimônio cultural como trabalho, também, de anônimos; as notas metodológicas como “escovar a História a contrapelo”, a flecha que interroga e fere o “vendaval do progresso”, a recusa diante de um tempo “vazio e homogêneo”, a afirmação do tempo e do espaço históricos – entre tantas outras.

Walter Benjamin tem importância viva nas Ciências Sociais e na História – especialmente no Brasil, onde, a partir da década de 1980, conquistou mais leitores. Aqui está a inteligência radiosa desse criador de conhecimentos sobre a vida social e política, posta a serviço pela radicalidade corajosa e insistentemente fincada nas possibilidades libertárias.

Sobre o autor

Walter Benjamin foi um dos mais importantes pensadores alemães do século XX. Filósofo, ensaísta, crítico literário e tradutor, após a rejeição de sua tese de livre-docência, intitulada Origem do drama trágico alemão, pela Universidade de Frankfurt, que a considerou pouco convencional, abandonou a carreira acadêmica. Escreveu peças para rádio, além de artigos para diversos jornais e revistas literárias. Colaborou com a Zeitschrift für Sozialforschung, revista do Instituto de Pesquisa Social (que mais tarde ficou conhecido como “Escola de Frankfurt”). Filho de judeus, precisou deixar a Alemanha em 1933, rumo a Paris, onde ficou até a invasão nazista. Em 1940, fugiu ilegalmente para a Espanha e, na cidade de Portbou, Catalunha, suicidou-se para não ser capturado pela Gestapo. Walter Benjamin deixou vasta e brilhante obra literária, além de ter contribuído enormemente para a teoria estética, para a filosofia, para o pensamento político e para a história.

Sobre o tradutor

João Barrento licenciou-se em Filologia Germânica pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (1964) e em 1986 tornou-se professor de Literatura Alemã e Comparada. Já publicou cerca de vinte livros de ensaio, crítica literária e crônica, traduziu, assim como editou, diversas obras da literatura alemã da Idade Média à atualidade. Como editor e tradutor, é responsável por algumas das mais importantes publicações de autores alemães para o português, com destaque para Goethe (9 volumes, 1991-1993), Robert Musil (8 volumes, desde 2005) e Walter Benjamin (7 volumes, desde 2004). Suas traduções lhe renderam diversos prêmios, como Calouste Gulbenkian da Academia das Ciências (Tradução de Poesia, 1979); Grande Prêmio de Tradução (1993 e 1999); Prêmio de Tradução Científica e Técnica da União Latina (2005); Prêmio de Tradução do Ministério da Cultura da Áustria (2010); além da Cruz de Mérito Alemã (1991) e da Medalha Goethe (1998), entre outros.

Dados Técnicos
Peso: 380g
ISBN: 9788582170410
Google Books Preview





A 30PorCento é uma livraria virtual cuja missão principal é potencializar, através dos livros, a renovação do pensamento crítico brasíleiro. Oferecemos livros com desconto em todo nosso catálogo.

Frete: além do Sedex e das entregas de Bicicleta, utilizamos também uma categoria especial e econômica para postagem de livros no correio chamada Impresso com Registro Módico, cujo preço é fixo, por peso, para qualquer cidade do Brasil.

Política de troca e devolução: produtos vendidos e enviados pela Livraria 30porcento podem ser devolvidos em até 30 dias após o recebimento do pedido. Para receber o reembolso total, os produtos devolvidos devem estar em condições de novo. Produtos com defeito podem ser devolvidos no prazo de garantia legal solicitados por email em até 30 dias.


Link para a revista literária O Benedito.

> 7LETRAS
> ALEPH
> ALFAGUARA
> AMARILYS
> ANNABLUME
> ATELIE
> AUTENTICA
> AUTONOMIA LITERÁRIA
> BEM-TE-VI
> BIBLIOTECA AZUL
> BLUCHER
> BOITEMPO
> CARAMBAIA
> COMPANHIA DAS LETRAS
> CORTEZ
> COSACNAIFY
> DISCURSO EDITORIAL
> EDIÇÕES LOYOLA
> EDIPRO
> EDITORA 34
> EDITORA UFRJ
> EDITORA UFV
> EDIÇÕES 70
> EDUEL
> EDUEM
> EDUERJ
> EDUFPA
> EDUSP
> ELEFANTE
> ESTAÇÃO LIBERDADE
> EXPRESSÃO POPULAR
> GLOBAL
> HEDRA
> HUMANITAS
> ILUMINURAS
> INSTITUTO MOREIRA SALLES
> INSTITUTO PIAGET
> MANOLE
> MARTINS FONTES
> MERCADO DE LETRAS
> MUNDARÉU
> NOVA ALEXANDRIA
> NOVA FRONTEIRA
> MUSA
> OCTAVO
> PALAS ATHENA
> PAZ E TERRA
> PERSPECTIVA
> PONTES
> RADIO LONDRES
> SENAC
> SESC SP
> TINTA DA CHINA
> TODAVIA
> TORDESILHAS
> UBU EDITORA
> UNESP
> UNICAMP
> VOZES
> WMF MARTINS FONTES
> ZAHAR
+ editoras




Blog Não Gosto de Plágio - a polêmica do plágio de traduções literárias no Brasil, por Denise Bottmann