A CIDADE VISTA - MERCADORIAS E CULTURA URBANA, livro de BEATRIZ SARLO

A CIDADE VISTA - MERCADORIAS E CULTURA URBANA

A cidade vista tem origem num arguto exercício de olhar sobre Buenos Aires, construído ao longo de quatro anos no corpo a corpo de Beatriz Sarlo (e sua câmera fotográfica) com a cidade, para uma coluna semanal do jornal Clarín.

Que não se espere encontrar aqui a Buenos Aires dos roteiros turísticos, portanto. O que se revela, a cada linha deste raro ensaio, é uma Buenos Aires em grande parte desconhecida e para muitos invisível, que nasce da crise econômica vivida pela Argentina a partir dos anos 1990, com consequências significativas sobre sua cultura urbana.
[Leia mais]
R$ 44,57
preço de capa: R$ 54,90
economia de: R$ 10,33 (19%)
Frete Grátis
para pedidos acima de R$99,00 ou frete fixo de R$5,90 para todo o Brasil.
Parcele
sua compra em 3x de R$14,86 sem juros.
Apenas 1 em estoque.
Descrição
A cidade vista tem origem num arguto exercício de olhar sobre Buenos Aires, construído ao longo de quatro anos no corpo a corpo de Beatriz Sarlo (e sua câmera fotográfica) com a cidade, para uma coluna semanal do jornal Clarín.

Que não se espere encontrar aqui a Buenos Aires dos roteiros turísticos, portanto. O que se revela, a cada linha deste raro ensaio, é uma Buenos Aires em grande parte desconhecida e para muitos invisível, que nasce da crise econômica vivida pela Argentina a partir dos anos 1990, com consequências significativas sobre sua cultura urbana.

Da observação de coisas prosaicas que encontra na rua - o cobertor envolvendo o menino que dorme nos arredores da igreja de São Caetano, as quinquilharias vendidas pelo camelô na Calle Florida, os bares de Palermo, os cursos de idiomas em Koreatown - a autora salta para Borges, Arlt, Martínez Estrada, Zech, Foucault, Barthes, Koolhaas, mostrando ao mesmo tempo erudição e sensibilidade incomuns para uma esfera da vida urbana que a princípio não merece a atenção (muito menos o olhar) de ninguém. O resultado não poderia ser mais fascinante: a cidade, tornada criticamente visível.

Tradução de Monica Stahel.

Sobre a autora

Beatriz Sarlo, crítica literária e ensaísta argentina, nasceu em Buenos Aires em 1942. Lecionou literatura argentina na Faculdade de Filosofia e Letras da Universidade de Buenos Aires durante 20 anos. No Brasil, publicou diversos livros, entre os quais Paisagens imaginárias: intelectuais, artes e meios de comunicação e Modernidade periférica: Buenos Aires 1920 e 1930.



Dados Técnicos
Páginas: 240
Peso: 360g
ISBN: 9788578278779