Ensaio, fragmento - 205 apontamentos de um ano, livro de Tales Ab

Ensaio, fragmento - 205 apontamentos de um ano

editora: EDITORA 34
Ensaio: porque ao pensador cabe tentar entender e fazer pensar. Fragmento: porque certos vícios da vida nacional são tão arraigados e conhecidos, que não precisam ser mais explicados, apenas lembrados, apontados. Ensaio, fragmento: porque a matéria do psicanalista é o choque entre vida interior e exterior, e seu instrumento é a palavra. Palavra que assume, aqui, a forma do sonho, do chiste, da provocação ou do lamento. Ou que se forja para dar forma de voo ao pensamento. "Menos não é mais. Nem menos."

O fragmento é uma cápsula crítica lançada ao leitor. Tem algo da sedução da... [Leia mais]
R$ 39,00
preço de capa: R$ 49,00
economia de: R$ 10,00 (20%)
Frete Grátis
para pedidos acima de R$99,00 ou frete fixo de R$6,90 para todo o Brasil.
Parcele
sua compra em 3x de R$13,00 sem juros.
Apenas 2 em estoque.
Descrição
Ensaio: porque ao pensador cabe tentar entender e fazer pensar. Fragmento: porque certos vícios da vida nacional são tão arraigados e conhecidos, que não precisam ser mais explicados, apenas lembrados, apontados. Ensaio, fragmento: porque a matéria do psicanalista é o choque entre vida interior e exterior, e seu instrumento é a palavra. Palavra que assume, aqui, a forma do sonho, do chiste, da provocação ou do lamento. Ou que se forja para dar forma de voo ao pensamento. "Menos não é mais. Nem menos."

O fragmento é uma cápsula crítica lançada ao leitor. Tem algo da sedução da esfinge, do poder de alusão da poesia e da decupagem do cinema. Pode alcançar a força do símbolo. É sempre um convite à reflexão. Mas nem só de fragmentos se faz este livro. Alguns dos temas aqui elencados assumem a forma de ensaios breves. Ensaios também fragmentados, cujas pontas soltas cabe ao leitor ir colhendo e tramando por sua própria conta e risco. Alguma coisa está fora da ordem. Mas, para bom entendedor, meia palavra basta.

Sobre o autor

Tales Ab'Sáber é psicanalista e ensaísta dedicado à crítica da cultura e ao destino da cultura crítica. Formado em Cinema e Psicologia pela USP, é professor de Filosofia da Psicanálise na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). É autor, entre outros, de O sonhar restaurado: formas do sonhar em Bion, Winnicott e Freud (Editora 34, 2005) e A música do tempo infinito (Cosac Naify, 2013), ambos premiados com o Jabuti, e de Lulismo, carisma pop e cultura anticrítica (Hedra, 2012).

Dados Técnicos
Páginas: 144
Peso: 204g
ISBN: 9788573265774