A Rosa Branca, livro de Inge Scholl

A Rosa Branca

editora: EDITORA 34
assunto:
O que pode fazer um punhado de jovens, munidos de um ideal de liberdade, um elevado senso ético e um mimeógrafo clandestino, diante do terror brutal de um Estado totalitário? Este livro conta a trajetória impactante e profundamente comovente da Rosa Branca, um grupo de estudantes da Universidade de Munique que, por meio da redação e distribuição de panfletos, teve a coragem de contestar o regime nazista. Combinando memórias familiares com a transcrição dos folhetos originais e relatos de testemunhas da época, a autora narra a tomada de consciência de seus irmãos Hans e Sophie Scholl, bem c... [Leia mais]
R$ 48,80
preço de capa: R$ 61,00
economia de: R$ 12,20 (20%)
Frete Grátis
para pedidos acima de R$99,00 ou frete fixo de R$6,90 para todo o Brasil.
Parcele
sua compra em 3x de R$16,27 sem juros.
Apenas 2 em estoque.
Descrição
O que pode fazer um punhado de jovens, munidos de um ideal de liberdade, um elevado senso ético e um mimeógrafo clandestino, diante do terror brutal de um Estado totalitário? Este livro conta a trajetória impactante e profundamente comovente da Rosa Branca, um grupo de estudantes da Universidade de Munique que, por meio da redação e distribuição de panfletos, teve a coragem de contestar o regime nazista. Combinando memórias familiares com a transcrição dos folhetos originais e relatos de testemunhas da época, a autora narra a tomada de consciência de seus irmãos Hans e Sophie Scholl, bem como dos outros membros do grupo, que ousaram afirmar sua resistência contra o nacional-socialismo, até serem capturados e sumariamente condenados à morte em 1943.

Traduzido para vários idiomas, e com mais de um milhão de cópias vendidas na Alemanha, A Rosa Branca foi o ponto de partida para o filme homônimo de Michael Verhoeven (1982) e também Uma mulher contra Hitler, de Marc Rothemund (2005). Além de documentos inéditos relacionados à história da Rosa Branca, a presente edição inclui uma apresentação redigida pelas organizadoras Juliana P. Perez e Tinka Reichmann, da Universidade de São Paulo, e um posfácio do historiador alemão Rainer Hudemann escrito especialmente para o leitor brasileiro.

Sobre o autor

Inge Scholl nasceu em 11 de agosto de 1917, na atual cidade de Crailsheim, estado de Baden-Württemberg, na Alemanha. Filha mais velha de Robert Scholl, um político de tendência liberal-democrata, e irmã de Hans e Sophie Scholl, Inge não se envolveu diretamente nas ações da Rosa Branca, mas publicou o principal livro sobre o tema, em 1952, e participou ativamente dos movimentos pela paz na segunda metade do século XX. Com seu marido Otl Aicher e o artista plástico Max Bill, fundou em 1953 a Escola Superior da Forma de Ulm (Hochschule für Gestaltung - HfG Ulm), continuadora da tradição da Bauhaus e, ao lado desta, uma das mais influentes escolas europeias de design. Faleceu em 4 de setembro de 1998, em Leutkirch im Allgäu, no sul da Alemanha.

Sobre os organizadores

Juliana P. Perez estudou letras (português e alemão) na Universidade de São Paulo, onde também obteve os títulos de mestrado (2000) e doutorado (2005) com trabalhos sobre Else Lasker-Schüler e Paul Celan. Foi professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro entre 2006 e 2009, e desde março de 2009 leciona literatura de língua alemã na FFLCH-USP. É autora do livro Offene Gedichte: Eine Studie über Paul Celans "Die Niemandsrose", publicado na Alemanha em 2010.

Tinka Reichmann nasceu na Alemanha e mudou-se para o Brasil em 1973. Fez seus estudos primários e secundários em São Paulo, e o curso superior na Universidade de Sarre, no oeste da Alemanha, onde se formou em tradução (alemão, inglês, francês, espanhol e português) com especialização na área jurídica. Desde 2008 é professora de tradução no curso de letras da FFLCH-USP.

Dados Técnicos
Páginas: 272
Peso: 344g
ISBN: 9788573265293