Deslocamentos e mediações. A circulação transatlântica dos impressos (1789 - 1914), livro de Claudia Poncioni, Orna Levin

Deslocamentos e mediações. A circulação transatlântica dos impressos (1789 - 1914)

editora: UNICAMP
Analisar o movimento intercontinental de pessoas, textos e ideias durante o século XIX é um dos principais objetivos dos ensaios que compõem este volume. Tomando como ponto de partida o estreitamento das relações entre a Europa e o Brasil, os autores procuram examinar de que maneira o país se inseriu na dinâmica das trocas culturais intensificadas com o aumento da circulação de viajantes, escritores, livreiros, jornalistas e artistas. Na primeira parte, os capítulos acompanham os desdobramentos da presença de estrangeiros no Brasil, assinalando o fortalecimento das conexões entre os letrado... [Leia mais]
R$ 51,30
preço de capa: R$ 66,00
economia de: R$ 14,70 (22%)
Frete Grátis
para pedidos acima de R$99,00 ou frete fixo de R$6,90 para todo o Brasil.
Parcele
sua compra em 3x de R$17,10 sem juros.
Apenas 2 em estoque.
Descrição
Analisar o movimento intercontinental de pessoas, textos e ideias durante o século XIX é um dos principais objetivos dos ensaios que compõem este volume. Tomando como ponto de partida o estreitamento das relações entre a Europa e o Brasil, os autores procuram examinar de que maneira o país se inseriu na dinâmica das trocas culturais intensificadas com o aumento da circulação de viajantes, escritores, livreiros, jornalistas e artistas. Na primeira parte, os capítulos acompanham os desdobramentos da presença de estrangeiros no Brasil, assinalando o fortalecimento das conexões entre os letrados dos dois mundos. Ressalta-se a importância das correspondências, dos diários e das traduções literárias que deram estímulo à formação aqui de um incipiente campo intelectual. Na segunda parte, o foco dos capítulos está direcionado ao papel que os europeus desempenharam na consolidação de estereótipos acerca da população e dos costumes brasileiros. O exame de relatos de viagem, obras de ficção juvenil e matérias da imprensa periódica revela a importância dos impressos no processo de difusão de imagens que fixaram visões parciais do Brasil em leitores no mundo todo. Os capítulos da terceira parte destacam a relevância dos espetáculos teatrais na cultura do século XIX. O predomínio das operetas francesas no Brasil é assinalado com evidências da hegemonia do repertório musicado, que se tornou assunto não só dos principais periódicos ilustrados, como de adaptações e paródias criadas por dramaturgos brasileiros. Em seu conjunto, o livro demonstra que a circulação dos impressos no século XIX se favoreceu da ação de mediadores por meio dos quais os leitores de vários lugares compartilharam das mesmas referências.

Dados Técnicos
Páginas: 344
Peso: 530g
ISBN: 9788526814783