Capitalismo em quarentena. Notas sobre a crise global, livro de Anselm Jappe, Sandrine Aumercier, Clément Homs, Gabriel Zacaria

Capitalismo em quarentena. Notas sobre a crise global

editora: ELEFANTE
A crise do novo coronavírus foi, em muitos aspectos, sem precedentes.

Não apenas pela rapidez com que uma doença foi capaz de se alastrar em escala planetária — anunciando um futuro temerário para a época dos fluxos globais —, mas sobretudo por conta das reações que suscitou. Assistimos a um bloqueio geral da economia mundial e à imposição de medidas de confinamento populacional em quase todo o planeta. Temendo por sua sobrevivência, o capitalismo global colocou-se em quarentena.

Mas os acontecimentos atuais só podem ser compreendidos se inserirmos a “crise do víru... [Leia mais]
R$ 34,00
preço de capa: R$ 40,00
economia de: R$ 6,00 (15%)
Frete Grátis
para pedidos acima de R$99,00 ou frete fixo de R$6,90 para todo o Brasil.
Parcele
sua compra em 3x de R$11,33 sem juros.
Em estoque.
Descrição
A crise do novo coronavírus foi, em muitos aspectos, sem precedentes.

Não apenas pela rapidez com que uma doença foi capaz de se alastrar em escala planetária — anunciando um futuro temerário para a época dos fluxos globais —, mas sobretudo por conta das reações que suscitou. Assistimos a um bloqueio geral da economia mundial e à imposição de medidas de confinamento populacional em quase todo o planeta. Temendo por sua sobrevivência, o capitalismo global colocou-se em quarentena.

Mas os acontecimentos atuais só podem ser compreendidos se inserirmos a “crise do vírus” no panorama mais amplo do processo de crise fundamental do capitalismo, sistema que agora se confronta com seus limites históricos, tanto internos (a desvalorização do valor) quanto externos (a ameaça de colapso ambiental).

A quarentena autoimposta do capitalismo foi, para este, um mal necessário para continuar existindo. Mas esse remédio amargo pode ter um perigoso efeito colateral, tendo aumentado exponencialmente a montanha de dívidas insoldáveis que ameaça desabar a qualquer instante. A avalanche nos arrastará, em sua queda abrupta? Ou teremos aprendido algo com o breve pause do sujeito automático?

SOBRE OS AUTORES
Anselm Jappe é professor da Academia de Belas Artes de Sassari e professor convidado do Collège International de Philosophie de Paris. É um dos principais teóricos da crítica do valor, autor de, entre outros, As aventuras da mercadoria (Antígona, 2006) e Crédito à morte (Hedra, 2013). Seu último livro, A sociedade autofágica, sairá em breve pela Elefante.

Sandrine Aumercier é psicanalista, membro da Psychoanalytische-Bibliothek de Berlim, e cofundadora da revista Junktim. É autora do livro Tous écoresponsables? Capitalisme vert et responsabilité inconsciente (Libre & Solidaire, 2019).

Clément Homs é um dos fundadores da associação Crise et Critique, grupo francês ligado à crítica do valor, editor do site Palim Psao e da revista Jaggernaut. É coautor de La misère de la politique: l’autonomie contre l’illusion électorale (Divergences, 2017).

Gabriel Zacarias é professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e pesquisador visitante da Universidade de Yale. É autor de No espelho do terror: jihad e espetáculo (Elefante, 2018), e coautor de The Situationist International: A Critical Handbook (Pluto, 2020).

Dados Técnicos
Páginas: 180
Peso: 280g
ISBN: 9786587235158