A morte de Virgílio, livro de Hermann Broch

A morte de Virgílio


R$ 34,93
preço de capa: R$ 49,90
economia de: R$ 14,97 (30%)
   adicionar ao carrinho
editora: BENVIRA
condição: Livro novo
prazo: Sob encomenda. Envio em 1 dia útil + frete (grátis nas compras acima de R$149 para todo o Brasil)
  • Eles eram muitos cavalos (Edição Econômica), livro de Luiz Ruffato

    Eles eram muitos cavalos (Edição Econômica)

    Luiz Ruffato

    R$ 29,90
    R$ 22,43


  • De mim já nem se lembra, livro de Luiz Ruffato

    De mim já nem se lembra

    Luiz Ruffato

    R$ 34,90
    R$ 26,18


  • AVALOVARA, livro de Osman Lins

    AVALOVARA

    Osman Lins

    R$ 59,90
    R$ 44,93


  • Questão de Pele, Contos Sobre Preconceito Racial, livro de Luiz Ruffato

    Questão de Pele, Contos Sobre Preconceito Racial

    Luiz Ruffato

    R$ 35,00
    R$ 28,00


  • Huguenau ou a objetividade - 1918 (Vol. 3), livro de Hermann Broch

    Huguenau ou a objetividade - 1918 (Vol. 3)

    Hermann Broch

    R$ 50,00
    R$ 35,00


Descrição
No ano de 1938, Hermann Broch foi preso pela Gestapo e, durante as cinco semanas de cárcere, o escritor – judeu e austríaco – começou a conceber A morte de Virgílio, sua obra-prima, um marco na literatura do século XX. Nesta monumental empreitada literária, Broch recria as dramáticas últimas dezoito horas de Virgílio, um dos maiores poetas da literatura clássica latina, nas quais ele cogita destruir a Eneida, obra de sua vida. O romance é construído por sonhos, pensamentos e falas do próprio poeta, como um complexo fluxo de consciência, que delineia, num mosaico narrativo, os dramas existenciais e estéticos do artista diante da morte. No império romano aos tempos de Augusto, Broch faz um paralelo com o iminente nacional-socialismo de Hitler de sua época, uma preocupação encontrada em outras de suas obras consideradas clássicas, como a trilogia Os Sonâmbulos. Dá sua contribuição histórica à renovação formal do romance e nos leva a refletir sobre a condição humana, a criação artística e a validade dos conceitos morais. Tradução de Herbert Caro.

"Libros como La muerte de Virgilio, de Hermann Broch o aun el celebrado "Ulises" de Joyce resultan imposibles de leer por ser demasiado "artísticos". Todo allí es perfecto, profundo, grandioso, elevado y, al mismo tiempo, nada nos interesa porque sus autores no lo han escrito para nosotros sino para el Dios del Arte." (Witold Gombrowicz em Contra los poetas)



Dados Técnicos
Páginas: 512
Peso: 701g
ISBN: 9788564065154
Google Books Preview
Resenhas
Busca por Artigos d'O Benedito
Book GlyphO alcance da visada de Hermann Broch
...Hermann Broch Grandioso lançamento deste mês, o livro Espírito e espírito de época...


Book GlyphQuando as imagens tomam posição
...diário do pensamento’, que encontramos em Nietzsche, Aby Warburg, Hofmannsthal, Karl Kraus, Franz Kafka, Hermann Broch, Ludwing Wittgenstein ou então Robert Musil, à espera de Hannah Arendt, por exemplo. Esse tipo...


Book GlyphDa atualidade da Antiguidade romana – II parte
...civilização europeia, numa posição que nenhum outro poeta pode compartilhar”. O austríaco Hermann Broch concebeu, em 1938, durante as cinco semanas em que foi preso pela Gestapo, A morte de...






A 30PorCento é uma livraria virtual cuja missão principal é potencializar, através dos livros, a renovação do pensamento crítico brasíleiro. Oferecemos livros com desconto em todo nosso catálogo.

Frete: além do Sedex e das entregas de Bicicleta, utilizamos também uma categoria especial e econômica para postagem de livros no correio chamada Impresso com Registro Módico, cujo preço é fixo, por peso, para qualquer cidade do Brasil.



Link para a revista literária O Benedito.

> 7LETRAS
> ALEPH
> ALFAGUARA
> AMARILYS
> ANNABLUME
> ATELIE
> AUTENTICA
> BEM-TE-VI
> BIBLIOTECA AZUL
> BLUCHER
> BOITEMPO
> CARAMBAIA
> COMPANHIA DAS LETRAS
> CORTEZ
> COSACNAIFY
> DISCURSO EDITORIAL
> EDIÇÕES LOYOLA
> EDIPRO
> EDITORA 34
> EDITORA UFRJ
> EDITORA UFV
> EDIÇÕES 70
> EDUEL
> EDUEM
> EDUERJ
> EDUSP
> ESTAÇÃO LIBERDADE
> EXPRESSÃO POPULAR
> GLOBAL
> HEDRA
> HUMANITAS
> ILUMINURAS
> INSTITUTO MOREIRA SALLES
> INSTITUTO PIAGET
> MANOLE
> MARTINS FONTES
> MERCADO DE LETRAS
> MUNDARÉU
> NOVA ALEXANDRIA
> NOVA FRONTEIRA
> MUSA
> OCTAVO
> PALAS ATHENA
> PAZ E TERRA
> PERSPECTIVA
> PONTES
> RADIO LONDRES
> SENAC
> SESC SP
> TINTA DA CHINA
> TODAVIA
> TORDESILHAS
> UBU EDITORA
> UNESP
> UNICAMP
> VOZES
> WMF MARTINS FONTES
> ZAHAR
+ editoras




Blog Não Gosto de Plágio - a polêmica do plágio de traduções literárias no Brasil, por Denise Bottmann