Chez Mme. Maigret, livro de Renata Pallottini

Chez Mme. Maigret

editora: GLOBAL
O extremamente fecundo escritor belga Georges Simenon publicou, entre muitas outras obras, quase cem novelas e contos protagonizados pela personagem que o imortalizou: o comissário Jules Maigret, da Polícia Judiciária de Paris. Renata Pallottini leu todos.
E sempre incomodou a sua sensibilidade feminina o papel obscuro, irrelevante, reservado por Simenon a Louise, a esposa do comissário, sempre dedicada a preparar lhe refeições caprichadas e, quando ele conseguia ir para casa, esperá-lo à noite com um chá acolhedor. Inconformada, Renata decidiu dar voz a Mme. Maigret, oferecendo-lhe a... [Leia mais]
Descrição
O extremamente fecundo escritor belga Georges Simenon publicou, entre muitas outras obras, quase cem novelas e contos protagonizados pela personagem que o imortalizou: o comissário Jules Maigret, da Polícia Judiciária de Paris. Renata Pallottini leu todos.
E sempre incomodou a sua sensibilidade feminina o papel obscuro, irrelevante, reservado por Simenon a Louise, a esposa do comissário, sempre dedicada a preparar lhe refeições caprichadas e, quando ele conseguia ir para casa, esperá-lo à noite com um chá acolhedor. Inconformada, Renata decidiu dar voz a Mme. Maigret, oferecendo-lhe a oportunidade de, a partir do momento em que toma consciência de sua vida medíocre, decidir sobre sua própria existência.

Não por acaso, a maneira que Louise elege para começar a se afirmar como dona de seu destino é... investigar um crime em que seu marido já estava trabalhando e em cujas circunstâncias ela acaba se envolvendo involuntariamente. Mme. Maigret narra a história, chez elle, muitos anos após a morte do comissário. Tudo começa numa manhã muito fria em que a primeira refeição do casal é interrompida - o que aliás, era comum - por um chamado telefônico... Bem, mas aí já é com madame. Boa leitura!


Dados Técnicos
Peso: 270g
ISBN: 9788526015562
Resenhas
resenha:  Esposas e mulheres, por Márcia Lígia Guidin [jornal rascunho]