Sertão Cosmopolita - Tensões da modernidade de Corumbá (1872–1918), livro de João Carlos de Souza

Sertão Cosmopolita - Tensões da modernidade de Corumbá (1872–1918)

editora: ALAMEDA
assunto:
Na passagem do século XIX para o século XX, o conflito entre a modernidade e a tradição em Corumbá aparece como tema central da obra de João Carlos de Souza. O livro retrata as tensões criadas pelo anúncio do novo em uma sociedade em formação, que possuía a tradição como uma de suas características fundamentais.

Quando Corumbá se constituiu como cidade, o contexto histórico era marcado pelas relações dos mercados europeus e americanos que se intensificaram no período da Segunda Revolução Industrial. Com a liberação dos portos, em 1808, ocorre uma ampliação na integração regio... [Leia mais]
R$ 37,75
preço de capa: R$ 49,00
economia de: R$ 11,25 (23%)
Frete Grátis
para pedidos acima de R$99,00 ou frete fixo de R$6,90 para todo o Brasil.
Parcele
sua compra em 3x de R$12,58 sem juros.
Apenas 1 em estoque.
Descrição
Na passagem do século XIX para o século XX, o conflito entre a modernidade e a tradição em Corumbá aparece como tema central da obra de João Carlos de Souza. O livro retrata as tensões criadas pelo anúncio do novo em uma sociedade em formação, que possuía a tradição como uma de suas características fundamentais.

Quando Corumbá se constituiu como cidade, o contexto histórico era marcado pelas relações dos mercados europeus e americanos que se intensificaram no período da Segunda Revolução Industrial. Com a liberação dos portos, em 1808, ocorre uma ampliação na integração regional brasileira. Desta forma, havia a possibilidade de uma ligação direta com as capitais ao longo do país e até mesmo com o exterior. Assim, ao longo do século XIX Corumbá tornou-se um porto de via fluvial integrando várias cidades e vilas de Mato Grosso bem como das cidades platinas e da Europa. A cidade passava, então, de um povoado destinado à defesa do território ao centro comercial de uma região estratégica, um pólo de importação e exportação de mercadorias.

O historiador João Carlos de Souza ao contar a história da modernidade no interior do Brasil contrapõe essa idéia às das diferentes manifestações populares da região. Festas, tradições e costumes desafiavam as autoridades religiosas e políticas, fazendo desses momentos de intensa interação social a possibilidade de interpretar as condições de vida dos habitantes da cidade. O Sertão Cosmopolita mostra Corumbá inserida num vasto mundo que não existe sem ela. O leitor sai desta leitura pensando naquele período e nos espaços abordados de outras maneiras.

Sobre o autor: João Carlos de Souza é, atualmente, professor de História Contemporânea na Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Federal da Grande Dourados.

Dados Técnicos
Peso: 385g
ISBN: 9788598325750