Uma sala tranquila - Neurolépticos para uma biopolítica da indiferença, livro de Sandra Caponi

Uma sala tranquila - Neurolépticos para uma biopolítica da indiferença

editora: LIBER ARS
A obra de Sandra Caponi é muito conhecida, e reconhecida, como uma produção potente e consistente acerca dos saberes 'psis', especialmente da psiquiatria. “Uma sala tranquila” vem somar-se a outras pesquisas da autora, assim como a um conjunto de obras de outros autores, também consagrados no tema da questão dos medicamentos, a medicalização e patologização da vida e das relações políticas e sociais. Sandra Caponi se une, assim, a Marcia Angell, Peter Conrad, Joanna Montcrieff, Ian Hacking, dentre outros, em particular a Robert Whitaker, que nos abrilhanta com o prefácio do presente livro.... [Leia mais]
R$ 82,00
Frete Grátis
para pedidos acima de R$99,00 ou frete fixo de R$5,90 para todo o Brasil.
Parcele
sua compra em 3x de R$27,33 sem juros.
Apenas 2 em estoque.
Descrição
A obra de Sandra Caponi é muito conhecida, e reconhecida, como uma produção potente e consistente acerca dos saberes 'psis', especialmente da psiquiatria. “Uma sala tranquila” vem somar-se a outras pesquisas da autora, assim como a um conjunto de obras de outros autores, também consagrados no tema da questão dos medicamentos, a medicalização e patologização da vida e das relações políticas e sociais. Sandra Caponi se une, assim, a Marcia Angell, Peter Conrad, Joanna Montcrieff, Ian Hacking, dentre outros, em particular a Robert Whitaker, que nos abrilhanta com o prefácio do presente livro. Sandra Caponi nos faz ver, com notável fundamentação teórica e convincente e coerente argumentação política, o que está verdadeiramente em jogo no embate entre uma política de saúde e uma política de mercado em sintonia com o hiperliberalismo e o projeto biopolítico de gestão, disciplinarização e adestramento das vidas, das subjetividades, dos corpos e das relações sociais e políticas. Além do caráter científico substancial, anteriormente destacado, “Uma sala tranquila” é um dispositivo de ousadia e coragem, que nos instiga a refletir e a reagir quanto às estratégias que nos imputam controle e mortificação. É um dispositivo para a defesa da vida, da cidadania, da liberdade. Para que não aceitemos a tranquilidade imposta nos hospitais psiquiátricos e nas salas de aula, nem a psicofarmacologização de adultos e crianças, que querem impor a todos nós. Paulo Amarante

Dados Técnicos
Páginas: 216
Peso: 340g
ISBN: 9788594591913