Figueiredo Pimentel. Um polígrafo na Belle Époque, livro de Leonardo Mendes, Pedro Paulo Garcia Ferreira Catharina (orgs.)

Figueiredo Pimentel. Um polígrafo na Belle Époque


R$ 61,30
preço de capa: R$ 66,00
economia de: R$ 4,70 (7%)
editora: ALAMEDA
Apenas 3 em estoque.
Descrição
A presente publicação põe em destaque o papel de Figueiredo Pimentel na definição de contornos, sensibilidades, modas e hábitos culturais da Belle Époque brasileira, no jornalismo e na literatura, incluindo seus romances naturalistas de escândalo, que testavam padrões de censura e tolerância, assim como anunciavam uma nova era mundana e cosmopolita na qual o sexo, nas brochuras baratas, nas casas de teatro e nas fitas dos cinematógrafos, aparecia como um produto de consumo. Figueiredo Pimentel desponta como um polígrafo capaz de atender ao gosto variado e expansivo do público leitor da Belle Époque. Ao encarar a escrita como uma atividade profissional – e não como uma vocação –, era capaz de publicar, ao mesmo tempo, Um canalha e Contos da Carochinha, ou seja, um romance naturalista para adultos, com personagens de comportamento “imoral”, e adaptações de contos infantis voltados para uma pedagogia da infância e da nascente cidadania republicana. Outras facetas dessa rica poligrafia – o poeta, o contista e o folhetinista – aguardam futuras investigações. Os Organizadores

Dados Técnicos
Páginas: 258
Peso: 415g
ISBN: 9788579396199
Google Books Preview