Cidadania do capital? - a estratégia da intervenção social das corporações empresariais, livro de Michelangelo Marques Torres

Cidadania do capital? - a estratégia da intervenção social das corporações empresariais

editora: ALAMEDA
O livro de Michelangelo Torres que o leitor agora tem em mãos é uma bela contribuição para desvendar como as corporações atuam, principalmente como constroem e como materializam suas práticas no campo da “responsabilidade social empresarial”, prática fundamental para a melhoria da imagem das empresas junto a seus investidores e consumidores. O livro é fruto de uma versão adaptada e aperfeiçoada da sua dissertação de mestrado, desenvolvida no IFCH – UNICAMP. Segue a esteira da tradição de pesquisas de grande envergadura realizadas por René Dreifuss, Carlos Montaño, José Paulo Netto e Virgini... [Leia mais]
R$ 47,50
preço de capa: R$ 50,00
economia de: R$ 2,50 (5%)
Frete Grátis
para pedidos acima de R$99,00 ou frete fixo de R$5,90 para todo o Brasil.
Parcele
sua compra em 3x de R$15,83 sem juros.
Apenas 3 em estoque.
Descrição
O livro de Michelangelo Torres que o leitor agora tem em mãos é uma bela contribuição para desvendar como as corporações atuam, principalmente como constroem e como materializam suas práticas no campo da “responsabilidade social empresarial”, prática fundamental para a melhoria da imagem das empresas junto a seus investidores e consumidores. O livro é fruto de uma versão adaptada e aperfeiçoada da sua dissertação de mestrado, desenvolvida no IFCH – UNICAMP. Segue a esteira da tradição de pesquisas de grande envergadura realizadas por René Dreifuss, Carlos Montaño, José Paulo Netto e Virginia Fontes, dentre outros.

No plano ideológico, Torres nos mostra que o novo dicionário do capital tem papel decisivo na camuflagem do sociometabolismo do capital. Trabalhadores explorados tornaram-se colaboradores. Superexploração do trabalho tornou-se trabalho em equipe, vestir a camisa e dar o sangue. Agrotóxicos tornaram-se defensivos agrícolas. Em muitas regiões da China os “colaboradores” passam a cantar o hino da corporação. Camuflando a luta capital trabalho – essência do capitalismo – as corporações atuam a cada segundo para anestesiar as lutas na produção bem como para formar a consciência de que os problemas sociais devem ter soluções dentro da órbita do capital.

Dados Técnicos
Páginas: 308
Peso: 230g
ISBN: 9788579395093