Embriaguez na Conquista da América, A, livro de Alexandre C. Varella

Embriaguez na Conquista da América, A

editora: ALAMEDA
assunto:
Esta obra analisa o tema das drogas na época dos descobrimentos e da conquista da América, quando os indígenas do México e Peru entraram em contato com os espanhóis. As fontes utilizadas para a análise são relatos recolhidos por religiosos que viviam em contato com as populações autóctones. Evitando anacronismos, o autor conjuga as percepções típicas dos séculos XVI e XVII sobre as drogas e a filosofia moral. Em meio a esta encruzilhada, do específico e do geral, Alexandre Varella explicita as justificativas que embasam a formação das sociedades americanas. Dentre os clérigos analisados d... [Leia mais]
R$ 53,38
preço de capa: R$ 74,00
economia de: R$ 20,62 (28%)
Frete Grátis
para pedidos acima de R$99,00 ou frete fixo de R$5,90 para todo o Brasil.
Parcele
sua compra em 3x de R$17,79 sem juros.
Apenas 1 em estoque.
Descrição
Esta obra analisa o tema das drogas na época dos descobrimentos e da conquista da América, quando os indígenas do México e Peru entraram em contato com os espanhóis. As fontes utilizadas para a análise são relatos recolhidos por religiosos que viviam em contato com as populações autóctones. Evitando anacronismos, o autor conjuga as percepções típicas dos séculos XVI e XVII sobre as drogas e a filosofia moral. Em meio a esta encruzilhada, do específico e do geral, Alexandre Varella explicita as justificativas que embasam a formação das sociedades americanas. Dentre os clérigos analisados destacam-se o dominicano Bartolomé de Las Casas e o jesuíta José de Acosta, teólogos importantes que discutiram o significado e as formas de organizaçãodas sociedades no Ultramar. Quanto aos assuntos abordados pelos tratados escritos por esses teólogos, é dado especial destaque à questão das medicinas que embriagam frequentemente vinculadas às práticas idolátricas. Alexandre Varella mostra que a conclusão que os europeus chegaram, particularmente quanto aos sacrifícios indígenas regados com drogas, era a de que o costume criava a desordem social e intelectual por falta da verdadeira ciência. A partir de um tema específico e da forma como as substancias foram nomeadas e consideradas lícitas ou ilícitas, o livro nos permite compreender o espírito das normas que buscaram reger as sociedades em construção.

Dados Técnicos
Páginas: 458
Peso: 620g
ISBN: 9788579391422