Peças do CPC - A mais-valia vai acabar, seu Edgar e Mundo enterrado, livro de Vários

Peças do CPC - A mais-valia vai acabar, seu Edgar e Mundo enterrado


R$ 31,50
preço de capa: R$ 35,00
economia de: R$ 3,50 (10%)
   adicionar ao carrinho
assunto:
condição: Livro novo
prazo: Sob encomenda. Envio em 1 dia útil + frete (grátis nas compras acima de R$149 para todo o Brasil)
  • Serrote - Volume 25, livro de Vários Autores

    Serrote - Volume 25

    Vários Autores

    R$ 48,50
    R$ 38,80


  • Margem Esquerda 28, livro de Vários autores

    Margem Esquerda 28

    Vários autores

    R$ 30,00
    R$ 21,00


  • Revista Política Externa. N.04 - Volume 9, livro de Vários Autores

    Revista Política Externa. N.04 - Volume 9

    Vários Autores

    R$ 10,00
    R$ 8,00


  • O Pauzinho do Matrimónio. Arte de Gozar e Fazer Gozar, livro de Vários Autores

    O Pauzinho do Matrimónio. Arte de Gozar e Fazer Gozar

    Vários Autores

    R$ 39,00
    R$ 31,20


  • Código de Defesa do Consumidor, livro de Vários Autores

    Código de Defesa do Consumidor

    Vários Autores

    R$ 29,00
    R$ 26,10


Descrição
A mais-valia vai acabar, seu Edgar, estreada em 1960, foi a precursora da experiência do Centro Popular de Cultura (CPC). Suas duas montagens foram as primeiras experiências de encenação épica feitas no Brasil, reunindo projeção de filmes, slides, música ao vivo e cenografia modernista num processo aberto de ensaios que envolveu não apenas o grupo amador Teatro Jovem, ligado à Faculdade de Arquitetura da Universidade do Brasil (hoje UFRJ), mas também a comunidade estudantil, intelectuais do Instituto Superior de Estudos Brasileiros (Iseb) e jovens artistas, como o cineasta Leon Hirszman e o músico Carlos Lyra.

Esta edição crítica contém o texto cotejado das duas versões da peça que foram encenadas em 1960. A primeira foi publicada na década de 1980 num compêndio de peças de Vianinha organizado por Yan Michalski. A segunda versão, no entanto, permaneceu inédita até esta edição e foi localizada pelos pesquisadores do LITS no acervo da Funarte no Rio de Janeiro. Reúne, também, depoimentos de pessoas que participaram das encenações e uma mostra da recepção crítica que a peça teve.

O volume inclui ainda uma peça inédita de Vianinha chamada Mundo enterrado, escrita provavelmente no início de 1963 como parte de um conjunto chamado Imperialismo e petróleo. Sua estrutura mural reunia uma série de peças curtas, os autos, em torno de um tema da ordem do dia para suscitar debates entre o público. Completam o material dois textos dois textos reflexivos de Vianinha: Do Arena ao CPC e o esboço inédito Repertório do CPC.

Dados Técnicos
Páginas: 240
Peso: 271g
ISBN: 9788577432752
Google Books Preview
Busca por Artigos d'O Benedito
Book Glyph“tudo é história”
...Retrato de George Sand, ou Amantine Aurore Lucile Dupin, por Delacroix O preconceito de gênero reside por entre as linhas de um texto. Cada vez menos, felizmente, ao que parece? Será, um texto escri...


Book Glyph“Os brancos dormem muito, mas só conseguem sonhar com eles mesmos”
...Protesto por demarcação de terras indígenas, em Brasília (Foto: REUTERS/Gregg Newton) Davi Kopenawa, líder dos Yanomami, no seu livro A queda do céu diz: “os brancos dormem muito, mas só cons...


Book GlyphPode um cristão ser comerciante e senhor de escravos?
...“[…] chegados aos nossos portos os navios de Guiné, devem ser examinados a respeito dos escravos que trouxerem, e os que se achar serem tomados, como o deviam ser, isto é, com averiguação ...






A 30PorCento é uma livraria virtual cuja missão principal é potencializar, através dos livros, a renovação do pensamento crítico brasíleiro. Oferecemos livros com desconto em todo nosso catálogo.

Frete: além do Sedex e das entregas de Bicicleta, utilizamos também uma categoria especial e econômica para postagem de livros no correio chamada Impresso com Registro Módico, cujo preço é fixo, por peso, para qualquer cidade do Brasil.



Link para a revista literária O Benedito.

> 7LETRAS
> ALEPH
> ALFAGUARA
> AMARILYS
> ANNABLUME
> ATELIE
> AUTENTICA
> BEM-TE-VI
> BIBLIOTECA AZUL
> BLUCHER
> BOITEMPO
> CARAMBAIA
> COMPANHIA DAS LETRAS
> CORTEZ
> COSACNAIFY
> DISCURSO EDITORIAL
> EDIÇÕES LOYOLA
> EDIPRO
> EDITORA 34
> EDITORA UFRJ
> EDITORA UFV
> EDIÇÕES 70
> EDUEL
> EDUEM
> EDUERJ
> EDUSP
> ESTAÇÃO LIBERDADE
> EXPRESSÃO POPULAR
> GLOBAL
> HEDRA
> HUMANITAS
> ILUMINURAS
> INSTITUTO MOREIRA SALLES
> INSTITUTO PIAGET
> MANOLE
> MARTINS FONTES
> MERCADO DE LETRAS
> MUNDARÉU
> NOVA ALEXANDRIA
> NOVA FRONTEIRA
> MUSA
> OCTAVO
> PALAS ATHENA
> PAZ E TERRA
> PERSPECTIVA
> PONTES
> RADIO LONDRES
> SENAC
> SESC SP
> TINTA DA CHINA
> TORDESILHAS
> UNESP
> UNICAMP
> VOZES
> WMF MARTINS FONTES
> ZAHAR
+ editoras




Blog Não Gosto de Plágio - a polêmica do plágio de traduções literárias no Brasil, por Denise Bottmann