O fogo e o relato. Ensaios sobre criação, escrita, arte e livros, livro de Giorgio Agamben

O fogo e o relato. Ensaios sobre criação, escrita, arte e livros


R$ 30,75
preço de capa: R$ 41,00
economia de: R$ 10,25 (25%)
   adicionar ao carrinho
editora: BOITEMPO
condição: Livro novo
prazo: Sob encomenda. Envio em 3 dias úteis + frete (grátis nas compras acima de R$149 para todo o Brasil)
  • O uso dos corpos - Homo sacer, IV, 2, livro de Giorgio Agamben

    O uso dos corpos - Homo sacer, IV, 2

    Giorgio Agamben

    R$ 59,00
    R$ 48,38


  • Sapiens. Uma Breve História da Humanidade, livro de Yuval Noah Harari

    Sapiens. Uma Breve História da Humanidade

    Yuval Noah Harari

    R$ 59,90
    R$ 47,92


  • Lógica do Sentido, livro de Gilles Deleuze

    Lógica do Sentido

    Gilles Deleuze

    R$ 55,00
    R$ 49,50


  • Dois regimes de loucos - Textos e entrevistas (1975-1995), livro de Gilles Deleuze

    Dois regimes de loucos - Textos e entrevistas (1975-1995)

    Gilles Deleuze

    R$ 75,00
    R$ 61,50


  • A inconstância da alma selvagem, livro de Eduardo Viveiros de Castro

    A inconstância da alma selvagem

    Eduardo Viveiros de Castro

    R$ 75,00
    R$ 70,50


  • O Estado e a revolução - a doutrina do marxismo sobre o Estado e as tarefas do proletariado na revolução, livro de Vladímir Lênin

    O Estado e a revolução - a doutrina do marxismo sobre o Estado e as tarefas do proletariado na revolução

    Vladímir Lênin

    R$ 39,00
    R$ 31,98


  • Manifesto Comunista e Teses de Abril - Com textos introdutórios de Tariq Ali, livro de Karl Marx, Friedrich Engels, Vladímir Ilitch Lênin, Tariq Ali

    Manifesto Comunista e Teses de Abril - Com textos introdutórios de Tariq Ali

    Karl Marx, Friedrich Engels, Vladímir Ilitch Lênin, T

    R$ 24,00
    R$ 18,96


Descrição
O que está em jogo na literatura? No que consiste o fogo que nossos relatos perderam, mas que aspiram, a todo custo, recuperar? O que é a pedra filosofal que os escritores, com a mesma paixão e obstinação dos alquimistas, empenham-se para forjar em suas fornalhas de palavras? E o que é que em todo ato de criação resiste tenazmente à criação, conferindo assim a cada obra sua força e graça? Por que motivo pode-se encontrar na parábola o modelo secreto de toda narrativa?

Nos dez ensaios de O fogo e o relato, Giorgio Agamben condensa as preocupações que estão no cerne de suas investigações filosóficas. Em busca do “elemento passível de ser desenvolvido” e da “zona impessoal de indiferença” entre o autor amado e seu leitor, o filósofo italiano convoca grandes interlocutores – Dante Alighieri, Franz Kafka, Paul Celan, Giorgio Caproni, Giorgio Manganelli, Pier Paolo Pasolini, Cristina Campo, Simone Weil, Aristóteles, Espinosa, Walter Benjamin, Roland Barthes, Heidegger, Hölderlin, Gilles Deleuze, Michel Foucault – e os coloca na ordem do dia, ou no centro do vórtice, para fazer menção a um dos ensaios mais poderosos do volume.

Apresentadas por Agamben em lugares e contextos diversos, as reflexões reunidas em O fogo e o relato trazem conceitos-chave na obra do autor – como inoperosidade, uso, potência-de-não e forma-de-vida – e tratam, em última instância, da linguagem e da relação entre vida e obra. Como sempre ocorre nos escritos do autor, a obstinada interrogação do “mistério” da literatura, levada a cabo inclusive em seus aspectos mais materiais (a transformação da leitura na passagem do livro à tela), se entrelaça com uma reflexão sobre outro, e mais obscuro, “mistério” da modernidade, agora ético e político.

Nos tempos sombrios em que vivemos, quando a opinião parece ter tomado de vez o lugar do pensamento crítico, os textos de Agamben nos trazem de volta a força emancipatória da palavra.

Trecho do livro

“Gostaria de dar um conselho aos editores e àqueles que trabalham com livros: parem de atentar para as infames – sim, infames – listas de livros mais vendidos e (presume-se) mais lidos e, ao contrário, tentem construir mentalmente uma lista dos livros que exigem ser lidos. Só um mercado editorial baseado nessa lista mental poderia fazer o livro sair da crise que – pelo que ouço dizer e repetir – ele está atravessando”. – Giorgio Agamben

Dados Técnicos
Páginas: 168
Peso: 310g
ISBN: 9788575596265
Google Books Preview




A 30PorCento é uma livraria virtual cuja missão principal é potencializar, através dos livros, a renovação do pensamento crítico brasíleiro. Oferecemos livros com desconto em todo nosso catálogo.

Frete: além do Sedex e das entregas de Bicicleta, utilizamos também uma categoria especial e econômica para postagem de livros no correio chamada Impresso com Registro Módico, cujo preço é fixo, por peso, para qualquer cidade do Brasil.

Política de troca e devolução: produtos vendidos e enviados pela Livraria 30porcento podem ser devolvidos em até 30 dias após o recebimento do pedido. Para receber o reembolso total, os produtos devolvidos devem estar em condições de novo. Produtos com defeito podem ser devolvidos no prazo de garantia legal solicitados por email em até 30 dias.


Link para a revista literária O Benedito.

> 7LETRAS
> ALEPH
> ALFAGUARA
> AMARILYS
> ANNABLUME
> ATELIE
> AUTENTICA
> AUTONOMIA LITERÁRIA
> BEM-TE-VI
> BIBLIOTECA AZUL
> BLUCHER
> BOITEMPO
> CARAMBAIA
> COMPANHIA DAS LETRAS
> CORTEZ
> COSACNAIFY
> DISCURSO EDITORIAL
> EDIÇÕES LOYOLA
> EDIPRO
> EDITORA 34
> EDITORA UFRJ
> EDITORA UFV
> EDIÇÕES 70
> EDUEL
> EDUEM
> EDUERJ
> EDUFPA
> EDUSP
> ELEFANTE
> ESTAÇÃO LIBERDADE
> EXPRESSÃO POPULAR
> GLOBAL
> HEDRA
> HUMANITAS
> ILUMINURAS
> INSTITUTO MOREIRA SALLES
> INSTITUTO PIAGET
> MANOLE
> MARTINS FONTES
> MERCADO DE LETRAS
> MUNDARÉU
> NOVA ALEXANDRIA
> NOVA FRONTEIRA
> MUSA
> OCTAVO
> PALAS ATHENA
> PAZ E TERRA
> PERSPECTIVA
> PONTES
> RADIO LONDRES
> SENAC
> SESC SP
> TINTA DA CHINA
> TODAVIA
> TORDESILHAS
> UBU EDITORA
> UNESP
> UNICAMP
> VOZES
> WMF MARTINS FONTES
> ZAHAR
+ editoras




Blog Não Gosto de Plágio - a polêmica do plágio de traduções literárias no Brasil, por Denise Bottmann