A liberdade é uma luta constante, livro de Angela Davis

A liberdade é uma luta constante


R$ 27,30
preço de capa: R$ 39,00
economia de: R$ 11,70 (30%)
editora: BOITEMPO
prazo: Sob encomenda. Envio em 2 dias úteis + frete
Em estoque.
   adicionar ao carrinho
  • A revolução das mulheres - emancipação feminina na Rússia soviética, livro de Graziela Schneider Urso (org.)

    A revolução das mulheres - emancipação feminina na Rússia soviética

    Graziela Schneider Urso (org.)

    R$ 54,00
    R$ 37,80


  • Introdução ao estudo do método de Marx, livro de José Paulo Netto

    Introdução ao estudo do método de Marx

    José Paulo Netto

    R$ 4,00
    R$ 3,60


  • Mulheres, raça e classe, livro de Angela Davis

    Mulheres, raça e classe

    Angela Davis

    R$ 54,00
    R$ 37,80


  • Feminismo para os 99: um manifesto, livro de Cinzia Arruzza, Tithi Bhattacharya, Nancy Fraser

    Feminismo para os 99: um manifesto

    Cinzia Arruzza, Tithi Bhattacharya, Nancy Fraser

    R$ 32,00
    R$ 22,40


  • Manifesto do Partido Comunista, livro de Friedrich Engels, Karl Marx

    Manifesto do Partido Comunista

    Friedrich Engels, Karl Marx

    R$ 14,90
    R$ 11,92


  • Feminismo e política, livro de Flávia Biroli, Luis Felipe Miguel

    Feminismo e política

    Flávia Biroli, Luis Felipe Miguel

    R$ 38,00
    R$ 26,60


  • Marx - Uma biografia em quadrinhos, livro de Anne Simon, Corinne Maier

    Marx - Uma biografia em quadrinhos

    Anne Simon, Corinne Maier

    R$ 45,00
    R$ 31,50


Descrição
O novo livro da ativista política Angela Davis reúne uma ampla seleção de seus artigos, discursos e entrevistas recentes realizados em diferentes países entre 2013 e 2015, organizados pelo militante dos direitos humanos Frank Barat. Os textos trazem reflexões sobre como as lutas históricas do movimento negro e do feminismo negro nos Estados Unidos e a luta contra o apartheid na África do Sul se relacionam com os movimentos atuais pelo abolicionismo prisional e com a luta anticolonial na Palestina. Além de sua reconhecida atuação política no combate ao racismo, Davis denuncia também o sexismo, demonstrando de forma muito objetiva a relação entre a violência contra a mulher e a violência do Estado.

De acordo com a autora, não há possibilidade de se combater a violência sem desmontar as estruturas do sistema capitalista. Ao afirmar que, “quando as mulheres negras se movem, toda a estrutura política e social se movimenta na sociedade”, Davis sintetiza a importância fundamental do movimento das mulheres negras na desestruturação e desestabilização das rígidas e consolidadas relações desiguais de poder na sociedade, representadas pela dinâmica de violência, supremacia branca, patriarcado, poder do Estado, mercados capitalistas e políticas imperiais.

A liberdade é uma luta constante permite ao leitor acompanhar a saga dessa persistente e ousada ativista contra as diversas formas de submissão humana e tem um significado especial neste momento crítico da sociedade brasileira, que vive certo sentimento de desesperança e impotência ao perceber quão distante se está de uma mudança estrutural na política e de transformações efetivas na condição de vida da maioria. “A leitura desta obra nos recoloca em um espaço próprio, o da resistência, o de nunca desistir da luta que deve ser empreendida. Reencontrar o pensamento, as ações, o comprometimento de Angela Davis com as lutas que ultrapassam as questões vividas em solo nacional nos ensina também a pensar a nossa luta em relação a todos os ‘condenados da terra’, como escreveu Frantz Fanon.”, afirma Conceição Evaristo no texto de orelha.

Diante das injustiças globais, Angela Davis inspira o leitor a imaginar e construir um movimento de libertação de todos os seres humanos.

Trecho da introdução

“Quais são as bases essenciais para a construção de um movimento? O que a luta significa física, filosófica e psicologicamente? Eu considerava crucial discutir essa luta com Angela, porque ela é, para mim e para muitas pessoas, uma fonte de conhecimento e inspiração. Precisamos aprender com suas experiências e utilizar as lições que nos proporcionam, qualquer que seja o combate travado. Angela nunca parou; ela ainda vive diariamente essa luta. Ela é uma personificação da resistência, e vejo seu trabalho e sua presença contínuos refletidos em e inspirando muitos dos atuais movimentos de libertação coletiva.” – Frank Barat.

Dados Técnicos
Páginas: 144
Peso: 301g
ISBN: 9788575596128
Google Books Preview





A 30PorCento é uma livraria virtual cuja missão principal é potencializar, através dos livros, a renovação do pensamento crítico brasíleiro. Oferecemos livros com desconto em todo nosso catálogo.

Frete: além do Sedex e das entregas de Bicicleta, utilizamos também uma categoria especial e econômica para postagem de livros no correio chamada Impresso com Registro Módico, cujo preço é fixo, por peso, para qualquer cidade do Brasil.

Política de troca e devolução: produtos vendidos e enviados pela Livraria 30porcento podem ser devolvidos em até 30 dias após o recebimento do pedido. Para receber o reembolso total, os produtos devolvidos devem estar em condições de novo. Produtos com defeito podem ser devolvidos no prazo de garantia legal solicitados por email em até 30 dias.


Link para a revista literária O Benedito.

> 7LETRAS
> ALEPH
> ALFAGUARA
> AMARILYS
> ANNABLUME
> ATELIE
> AUTENTICA
> AUTONOMIA LITERÁRIA
> BEM-TE-VI
> BIBLIOTECA AZUL
> BLUCHER
> BOITEMPO
> CARAMBAIA
> COMPANHIA DAS LETRAS
> CORTEZ
> COSACNAIFY
> DISCURSO EDITORIAL
> EDIÇÕES LOYOLA
> EDIPRO
> EDITORA 34
> EDITORA UFRJ
> EDITORA UFV
> EDIÇÕES 70
> EDUEL
> EDUEM
> EDUERJ
> EDUFPA
> EDUSP
> ELEFANTE
> ESTAÇÃO LIBERDADE
> EXPRESSÃO POPULAR
> GLOBAL
> HEDRA
> HUMANITAS
> ILUMINURAS
> INSTITUTO MOREIRA SALLES
> INSTITUTO PIAGET
> MANOLE
> MARTINS FONTES
> MERCADO DE LETRAS
> MUNDARÉU
> NOVA ALEXANDRIA
> NOVA FRONTEIRA
> MUSA
> OCTAVO
> PALAS ATHENA
> PAZ E TERRA
> PERSPECTIVA
> PONTES
> RADIO LONDRES
> SENAC
> SESC SP
> TINTA DA CHINA
> TODAVIA
> TORDESILHAS
> UBU EDITORA
> UNESP
> UNICAMP
> VOZES
> WMF MARTINS FONTES
> ZAHAR
+ editoras




Blog Não Gosto de Plágio - a polêmica do plágio de traduções literárias no Brasil, por Denise Bottmann