Televisão - Tecnologia e Forma Cultural, livro de Raymond Williams

Televisão - Tecnologia e Forma Cultural

editora: BOITEMPO
assunto:
Quarenta e dois anos após sua publicação original, em língua inglesa, este texto fundador dos estudos sobre televisão, um verdadeiro clássico, tem sua primeira edição brasileira. Se, por um lado, é difícil entender tamanha demora, por outro, são evidentes a pertinência e a importância dessa obra nos dias atuais, nos quais, junto à ainda forte presença da TV nos lares do mundo inteiro, vivemos a era digital em sua plenitude.

Fruto de uma noite em Miami – que deixou o teórico marxista Raymond Williams pasmo diante da programação da TV estado-unidense – e de um ano em Standford, e... [Leia mais]
R$ 48,00
preço de capa: R$ 57,00
economia de: R$ 9,00 (16%)
Frete Grátis
para pedidos acima de R$99,00 ou frete fixo de R$6,90 para todo o Brasil.
Parcele
sua compra em 3x de R$16,00 sem juros.
Em estoque.
Descrição
Quarenta e dois anos após sua publicação original, em língua inglesa, este texto fundador dos estudos sobre televisão, um verdadeiro clássico, tem sua primeira edição brasileira. Se, por um lado, é difícil entender tamanha demora, por outro, são evidentes a pertinência e a importância dessa obra nos dias atuais, nos quais, junto à ainda forte presença da TV nos lares do mundo inteiro, vivemos a era digital em sua plenitude.

Fruto de uma noite em Miami – que deixou o teórico marxista Raymond Williams pasmo diante da programação da TV estado-unidense – e de um ano em Standford, essa obra contrapõe, pela primeira vez, ao conceito estático de “programa”, a noção de fluxo televisivo, em que não há limites claros entre um segmento e outro – entre, por exemplo, o capítulo da novela, o trailer de um filme e a publicidade –, referência que permanece fundamental nos debates acadêmicos. Para combater uma série de lugares-comuns já existentes na década de 1970 – e que, muitas vezes, ouvem-se ainda hoje –, Williams opera, então, uma virada segundo a qual a “tecnologia pode ser vista como efeito daquilo que é buscado socialmente e configurado por determinantes políticas e econômicas, tais como ‘a distribuição de poder ou de capital, a herança social e física, as relações de escala e de tamanho entre grupos’”, como esclarecem os tradutores no posfácio da obra.

Essa edição histórica conta ainda com um prefácio, feito especialmente para ela, de Graeme Turner, professor de estudos culturais e diretor do Centre for Critical and Cultural Studies daUniversidade de Queensland, na Austrália; com o prefácio que Roger Silverstone escreveu para a edição da Routledge Classics; e com aquele que Ederyn Williams, filho de Raymond Williams, escreveu para a segunda edição, preparada pelo autor e publicada em 1989, pouco depois de sua morte. Após o já mencionado posfácio, no qual os tradutores explicitam a pertinência dessa publicação nos dias de hoje, há um apêndice com uma bibliografia selecionada de e sobre Raymond Williams e a fortuna crítica selecionada de Televisão. Todo esse material complementar, além de enriquecer a experiência da leitura, faz dessa edição uma ferramenta singular para os estudiosos brasileiros e demais interessados no tema.

Em tempos em que a democracia se vê ameaçada e a avaliação crítica da relação entre mídia e sociedade se faz urgente, Televisão é leitura necessária.

Dados Técnicos
Páginas: 192
Peso: 250g
ISBN: 9788575595046