A Arte do Zajal - Estudo de Poética Árabe, livro de Michel Sleiman

A Arte do Zajal - Estudo de Poética Árabe

editora: ATELIE
O presente estudo se insere nos congêneres de poética árabe, da qual o zajal andalusino, representado à perfeição no D?w?n Ibn-Quzm?n, é parte extensível. Deve-se buscar sua origem, para entender-lhe as feições marcadas pelo tempo e pelo meio de sua produção, no Oriente árabe, do qual Alandalus como um todo nunca se apartou; antes, dele tomou o norte - buscado a Leste -, porque para a ampla "casa do Islã" a distensão espacial, seja por terra seja por mar, não lhe impede o compartilhamento de um mesmo teto. Morada de linguagens, a "casa de poesia", como os árabes designam o verso, terá si... [Leia mais]
R$ 48,00
preço de capa: R$ 60,00
economia de: R$ 12,00 (20%)
Frete Grátis
para pedidos acima de R$99,00 ou frete fixo de R$6,90 para todo o Brasil.
Parcele
sua compra em 3x de R$16,00 sem juros.
Apenas 1 em estoque.
Descrição
O presente estudo se insere nos congêneres de poética árabe, da qual o zajal andalusino, representado à perfeição no D?w?n Ibn-Quzm?n, é parte extensível. Deve-se buscar sua origem, para entender-lhe as feições marcadas pelo tempo e pelo meio de sua produção, no Oriente árabe, do qual Alandalus como um todo nunca se apartou; antes, dele tomou o norte - buscado a Leste -, porque para a ampla "casa do Islã" a distensão espacial, seja por terra seja por mar, não lhe impede o compartilhamento de um mesmo teto. Morada de linguagens, a "casa de poesia", como os árabes designam o verso, terá sido, sobretudo, morada do ser árabe-muçulmano. Referencial perene daquela poesia, a qas?dah, primeiramente pré-islâmica, e logo convertida, é definida, por metáfora, como casa de dois cômodos com funções específicas: a ala do amor e a ala do elogio, onde se trama a intimidade e onde se fazem as honras, respectivamente. Essa distinção que a qas?dah bagdali e o zajal andalusino manterão, cada qual a seu modo, comprova a afinidade absoluta das letras árabes no orbe islâmico durante o pe ríodo que nós ocidentais chamamos Idade Média.Michel Sleiman é professor de Língua e Literatura Árabe da USP, onde dirige a Revista Tiraz de Estudos Árabes e das Culturas do Oriente Médio. É autor de A Poesia Árabe-Andaluza: Ibn Quzman de Córdova e co-autor de A Literatura Doutrinária na Corte de Avis e As Cidades no Tempo.

Dados Técnicos
Páginas: 232
Peso: 366g
ISBN: 9788574803814