Concerto Amazônico, livro de lvaro Cardoso Gomes

Concerto Amazônico

editora: ATELIE
O título deste novo romance de Álvaro Cardoso Gomes, Concerto Amazônico, permite uma dupla leitura inicial: a palavra "concerto" remete evidentemente a uma peça musical; contudo, "concerto" pode também ser entendido, etimologicamente, como congregação. Na segunda acepção é que se encontra o grande achado deste livro tão original que parece nascido do delírio de uma imaginação extravagante. O que Álvaro Cardoso Gomes procura é propiciar o "concerto", a aproximação de seres separados pelo tempo que, hipoteticamente, poderiam conviver lado a lado passando pela mesma experiência de uma situação... [Leia mais]
R$ 39,64
preço de capa: R$ 48,00
economia de: R$ 8,36 (17%)
Frete Grátis
para pedidos acima de R$99,00 ou frete fixo de R$6,90 para todo o Brasil.
Parcele
sua compra em 3x de R$13,21 sem juros.
Apenas 1 em estoque.
Descrição
O título deste novo romance de Álvaro Cardoso Gomes, Concerto Amazônico, permite uma dupla leitura inicial: a palavra "concerto" remete evidentemente a uma peça musical; contudo, "concerto" pode também ser entendido, etimologicamente, como congregação. Na segunda acepção é que se encontra o grande achado deste livro tão original que parece nascido do delírio de uma imaginação extravagante. O que Álvaro Cardoso Gomes procura é propiciar o "concerto", a aproximação de seres separados pelo tempo que, hipoteticamente, poderiam conviver lado a lado passando pela mesma experiência de uma situação-limite e/ou epifânica. A situação-limite é o evento a ser realizado no coração da Amazônia, mais especificamente na confluência do Rio Branco com o Rio Negro, ditado ao grande navegante Pe(d)ro Álvares Cabral por uma entidade assombrosa e onipotente, num sonho de caráter místico. Comunicando a seu fiel escriba e confidente Pero Caminha o desejo de realizar o sonho, ponto de partida do romance, tem início a louca aventura, em que se dá a convocação de figuras, de estratos espaciais e temporais completamente diferentes, para participar do evento: o rei D. Sebastião, o engenheiro Eiffel, a cantora Callas, o místico sueco Swedenborg, o diretor de cinema de filmes B, Phil Tucker, o presidente Getúlio Vargas, o poeta barroco Bento Teixeira Pinto e o músico Carlos Gomes (e sem contar os que de passagem roçam a asas do sonho, como Baudelaire, Fernando Pessoa, Gilles de Rais, Billy the Kid, Álvares de Azevedo, o Delegado Fleury, Francisco de Orellana etc.). Espantoso como uma extravagante metáfora barroca, Concerto Amazônico, em sua instigante pós-modernidade, tem todos os ingredientes para seduzir o leitor mais exigente: a linguagem viva, capaz de incorporar discursos num só discurso maleável, flexível, a reflexão histórica sobre o Brasil, a crítica demolidora às ditaduras e inquisições, às crendices milenaristas, aos misticismos de fancaria, que vêm fazendo a fortuna de muito espertalhão por aí e a crença inabalável no sonho e no delírio "concertado". - A.-Homme Champchardon

Dados Técnicos
Peso: 324g
ISBN: 9788574803487