Ilhas Brasil, livro de Carlos Vogt

Ilhas Brasil

editora: ATELIE
Ilhas Brasil é o sexto livro de poemas de Carlos Vogt, poeta premiado por seu primeiro livro, Cantografia – O Itinerário do Carteiro Cartógrafo, em 1982, pela Associação Paulista dos Críticos de Arte. Encartado neste livro, um CD-ROM faz nascer dos poemas-textos os textos-imagens.O conjunto de poemas aqui reunidos conjuga a especulação mais metafísica ao cotidiano mais trivial, mas o que dá a eles unidade é a precisão da linguagem, o corte enxuto do verso, marca antiga do poeta. Resulta da precisão do procedimento a rapidez da surpresa que, deslocando o ponto de vista do qual se toma a pala... [Leia mais]
R$ 36,07
preço de capa: R$ 43,00
economia de: R$ 6,93 (16%)
Frete Grátis
para pedidos acima de R$99,00 ou frete fixo de R$6,90 para todo o Brasil.
Parcele
sua compra em 3x de R$12,02 sem juros.
Apenas 1 em estoque.
Descrição
Ilhas Brasil é o sexto livro de poemas de Carlos Vogt, poeta premiado por seu primeiro livro, Cantografia – O Itinerário do Carteiro Cartógrafo, em 1982, pela Associação Paulista dos Críticos de Arte. Encartado neste livro, um CD-ROM faz nascer dos poemas-textos os textos-imagens.O conjunto de poemas aqui reunidos conjuga a especulação mais metafísica ao cotidiano mais trivial, mas o que dá a eles unidade é a precisão da linguagem, o corte enxuto do verso, marca antiga do poeta. Resulta da precisão do procedimento a rapidez da surpresa que, deslocando o ponto de vista do qual se toma a palavra, renova o ponto de vista de quem lê/vê ou ouve seu texto. O livro é implacável ao sugerir ao leitor todos os implícitos de um mundo onde as linguagens se desenvolveram a tal ponto que podem dar-se ao luxo de invisibilizar-se e, aliás, parecem trabalhar exatamente para isso. É na trama desta linguagem de hoje, entretecida com a herdada de poetas de outros tempos e de outras latitudes, que os poemas deste Ilhas Brasil se fazem arquipélago."Opondo razão e sentimento, Vogt cifra o seu próprio dilema (se é que existe um) diante de um caminho que insiste em se bifurcar. A razão opera uma diferenciação no trabalho mais ou menos elementar do poeta que há em todos nós. E é também verdade que o coração, no território da poesia, acaba ligado a um verbo em dilatação, ou seja, gerador de excessos. [...] São poemas em que o poeta fica nu, tira as máscaras e fala de si sem nenhum pudor estético, construindo poemas que gritam autenticidade e emoção a cada verso."(Miguel Sanches Neto, sobre Mascarada, de 1997)

Dados Técnicos
Peso: 239g
ISBN: 9788574801247