Escola de Semiótica – A Experiência de Tártu-Moscou para o Estudo da Crítica, livro de Irene Machado

Escola de Semiótica – A Experiência de Tártu-Moscou para o Estudo da Crítica

editora: ATELIE
assunto:
Os semioticistas russos definiram a cultura como texto, numa abordagem diferente daquela praticada pela antropologia. Assim, a semiótica da cultura entende que nenhum sistema semiótico é dado: todos resultam de construção a partir de diferentes processos de codificação, as relações entre diferentes sistemas culturais. Dos mitos às religiões, da literatura ao cinema, das artes plásticas às artes cênicas, da magia aos sistemas biológicos, dos comportamentos às máquinas, enfim, da linguagem natural às linguagens criadas para fins específicos.    Essa formulação orientou o pensamento formador d... [Leia mais]
R$ 36,07
preço de capa: R$ 38,00
economia de: R$ 1,93 (5%)
Frete Grátis
para pedidos acima de R$99,00 ou frete fixo de R$5,90 para todo o Brasil.
Parcele
sua compra em 3x de R$12,02 sem juros.
Apenas 2 em estoque.
Descrição
Os semioticistas russos definiram a cultura como texto, numa abordagem diferente daquela praticada pela antropologia. Assim, a semiótica da cultura entende que nenhum sistema semiótico é dado: todos resultam de construção a partir de diferentes processos de codificação, as relações entre diferentes sistemas culturais. Dos mitos às religiões, da literatura ao cinema, das artes plásticas às artes cênicas, da magia aos sistemas biológicos, dos comportamentos às máquinas, enfim, da linguagem natural às linguagens criadas para fins específicos.    Essa formulação orientou o pensamento formador da disciplina teórica que floresceu na Rússia a partir dos anos 50 e que ficou conhecida como Escola de Tártu-Moscou. Contudo, não é apenas a riqueza dos conceitos que consagraram e propagaram as discussões de Tártu. É preciso reconhecer a atualidade desse pensamento semiótico. Compreender a

Dados Técnicos
Peso: 250g
ISBN: 9788574801179