Cassandra, livro de Christa Wolf

Cassandra

Prisioneira de Agamenon frente aos portões de Micenas, Cassandra só tem algumas horas de vida antes que os guardas de Clitemnestra cheguem para levá-la. Começa, então, a repassar o que foi sua vida e seu destino. O monólogo criado pela escritora alemã Christa Wolf, em Cassandra, coloca em cena os conflitos interiores vividos por esta bela e trágica personagem, figura mitológica da Guerra de Tróia.

Cassandra, filha dos reis troianos Príamo e Hécuba, num discurso poético e exasperante, lembra sua infância no palácio de sua família, a dolorosa separação de seu pai, seu mergulho na... [Leia mais]
R$ 41,07
preço de capa: R$ 50,00
economia de: R$ 8,93 (18%)
Frete Grátis
para pedidos acima de R$99,00 ou frete fixo de R$5,90 para todo o Brasil.
Parcele
sua compra em 3x de R$13,69 sem juros.
Apenas 1 em estoque.
Descrição
Prisioneira de Agamenon frente aos portões de Micenas, Cassandra só tem algumas horas de vida antes que os guardas de Clitemnestra cheguem para levá-la. Começa, então, a repassar o que foi sua vida e seu destino. O monólogo criado pela escritora alemã Christa Wolf, em Cassandra, coloca em cena os conflitos interiores vividos por esta bela e trágica personagem, figura mitológica da Guerra de Tróia.

Cassandra, filha dos reis troianos Príamo e Hécuba, num discurso poético e exasperante, lembra sua infância no palácio de sua família, a dolorosa separação de seu pai, seu mergulho na loucura quando suas visões contradiziam as verdades palacianas, os sofrimentos durante a interminável guerra que assolava sua gente. Amada por Apolo, tinha o dom da profecia, porém, como não quis se entregar a ele, recebeu o castigo divino de que ninguém acreditaria em suas palavras.

As observações que ela vai tecendo, em diálogos imaginários, fluindo e refluindo no tempo, revelam as facetas da alma humana e –– por que não dizer, já que se trata de uma obra de uma autora contemporânea? –– do próprio homem acossado pela guerra. Cassandra enfrenta sua própria morte, prevista por ela mesma. Ela enfrenta com lucidez o medo que sente: “Mas quando foi que minha arrogância frente à dor se desfez? No começo da guerra, evidentemente. Desde que vi o medo dos homens: que era o medo diante da luta, senão medo da dor física? Seus truques extravagantes para negar o medo ou fugir da luta, diante da dor”.

Há um aprendizado do sofrimento diante do terror. “Parece-me que, no fundo, o que faço é traçar a história do meu medo. Ou melhor, da sua abertura, ou melhor ainda, da sua libertação. Sim, de fato o medo também pode ser libertado, e com isso vemos que ele pertence a todos e a tudo o que é oprimido.”

Neste livro, em nova edição lançada agora pela Estação Liberdade, após a narrativa, a autora apresenta quatro conferências, nas quais conta como a figura de Cassandra se apossou inteiramente de sua mente e do seu dia-a-dia. Ela também revela seu método de composição literária, articulando a vida e o tema tratado, e ainda debate questões “sobre a realidade da história da personagem Cassandra e sobre as condições da escritura feminina”. Estas conferências formam com a narrativa um só e mesmo enredo, apropriando-se de várias linguagens –– da ficção, da poesia, do ensaio e do diário –– para compor um livro considerado uma obra-prima da literatura alemã contemporânea.

Dados Técnicos
Peso: 200g
ISBN: 9788574481296