Dostoiévski: “Bobók”, livro de Paulo Bezerra

Dostoiévski: “Bobók”


R$ 42,00
editora: EDITORA 34
assunto:
Descrição
Em 1872, Fiódor Dostoiévski acaba de publicar Os demônios, romance no qual condenava a atuação dos grupos de esquerda russos da época e, em especial, o episódio verídico do assassinato do estudante I. I. Ivanov por um grupo niilista, ocorrido em 1869. A reação da crítica é bastante controversa, e parte dela enxerga na obra um aparente deslocamento político do autor, ele mesmo envolvido no passado com os círculos socialistas. Logo depois, ainda mais críticas e ataques pessoais são dirigidos a Dostoiévski quando ele assume a chefia do semanário ultraconservador Gradjanin. Embora nutrisse por algum tempo a ideia de responder aos críticos através da imprensa, acaba por fazê-lo em seu campo específico, a literatura, publicando em 1873 o conto "Bobók", primeiro texto de ficção do Diário de um escritor, que então estreava como seção do Gradjanin.

Além do conto "Bobók" — pela primeira vez traduzido diretamente do russo, pelo professor, tradutor e crítico Paulo Bezerra —, este volume inclui estudo, também de Paulo Bezerra, que analisa a fundo as relações de "Bobók" não só com Os demônios, mas com várias outras obras da literatura antiga e contemporânea, entre elas: Diálogo dos mortos, de Luciano de Samósata, Apocoloquintose do divino Cláudio, de Sêneca, Diário de um louco, de Gógol, e alguns contos fantásticos de Púchkin. Por outro lado, revela os recursos utilizados pelo autor para polemizar com a crítica e ainda diversas outras faces da obra, oferecendo, assim, um importante instrumental para quem queira conhecer mais de perto a vida e a obra do genial escritor russo.

Dados Técnicos
Peso: 307g
ISBN: 9788573263329
Google Books Preview