Demônios, Os, livro de Fiódor Dostoiévski

Demônios, Os


R$ 75,36
preço de capa: R$ 98,00
economia de: R$ 22,64 (23%)
editora: EDITORA 34
Apenas 2 em estoque.
Descrição
Tradução de Paulo Bezerra
Ilustrações de Claudio Mubarac
Coleção Leste
704 p. - 16 x 23 cm
2004 - 1a edição; 2011 - 4ª edição

Motivado por um episódio verídico - o assassinato do estudante I. I. Ivanov pelo grupo niilista liderado por S. G. Nietcháiev em 1869 -, Os demônios, escrito no ano seguinte, é a única obra de Dostoiévski concebida com fins assumidamente panfletários. Entretanto, ao recriar ficcionalmente aquele evento, o escritor acabou compondo uma obra-prima à altura de Crime e castigo e Os irmãos Karamázov, que é também um estudo em profundidade do pensamento político, social, filosófico e religioso de seu tempo.

Com incrível lucidez e rara compreensão da história, este romance - pela primeira vez traduzido a partir do original russo - chega a ser profético. Nele o leitor poderá vislumbrar, no drama intelectual de Kiríllov, a antecipação do Zaratustra de Nietzsche, e, nas ideias de Chigalióv e Piotr Stiepánovitch, os cruéis fanatismos de Hitler e Stálin. Numa época em que a violência, a ignorância, o terrorismo e a impostura ideológica - verdadeiros demônios que assolaram o século XX - continuam vivos sob novos disfarces, este é um livro de impressionante atualidade.

Sobre o autor

Fiódor Mikháilovitch Dostoiévski nasceu em Moscou a 30 de outubro de 1821, e estreou na literatura com Gente pobre, em 1844. Após ser preso e condenado à morte pelo regime czarista em 1849, teve sua pena comutada para quatro anos de trabalhos forçados na Sibéria, experiência retratada em Recordações da casa dos mortos (1861). Após esse período, escreve uma sequência de grandes romances, culminando com a publicação de Os irmãos Karamázov em 1880.

Reconhecido como um dos maiores autores de todos os tempos, Dostoiévski morreu em São Petersburgo, a 28 de janeiro de 1881.

Sobre o tradutor

Paulo Bezerra estudou língua e literatura russa na Universidade Lomonóssov, em Moscou, e foi professor de teoria da literatura na UERJ e de língua e literatura russa na USP. Livre-docente em Letras, leciona atualmente na Universidade Federal Fluminense. Já verteu diretamente do russo mais de quarenta obras nos campos da filosofia, psicologia, teoria literária e ficção, destacando-se suas premiadas traduções de Crime e castigo, O idiota, Os demônios e Os irmãos Karamázov, de Dostoiévski.

Sobre o ilustrador

Claudio Mubarac nasceu em Rio Claro, São Paulo, em 1959. Formou-se na ECA-USP em 1982, onde realizou estudos de gravura com Evandro Carlos Jardim e Regina Silveira. Recebeu os prêmios da V Mostra de Gravura Cidade de Curitiba, da I Mostra América de Gravura e da XXIII Bienal Internacional de Artes Gráficas de Ljubljana e foi bolsista-residente no Tamarind Institute (EUA), no London Print Workshop (Reino Unido), no Civitella Ranieri Center (Itália), e na Cité International des Arts (França).

De 1984 a 2003, coordenou o Ateliê de Gravura do Museu Lasar Segall e lecionou gravura na FAAP (São Paulo). Em 1998, defendeu seu doutorado em Poéticas Visuais na ECA-USP, onde é atualmente professor de desenho e gravura.

Dados Técnicos
Peso: 937g
ISBN: 9788573263053
Google Books Preview