Caminhando numa cidade de luz e de sombras - A fotografia moderna no Recife na década de 1950, livro de Fabiana de Fátima Bruce da Silva

Caminhando numa cidade de luz e de sombras - A fotografia moderna no Recife na década de 1950

editora: MASSANGANA
Este trabalho, cuja documentação elementar são fotografias da Coleção Alexandre Berzin/Foto Cine Clube do Recife - da Fundação Joaquim Nabuco -, tem por motivação compreender as especificidades da arte fotográfica praticada nesta cidade, na década de cinqüenta. São fotografias que não pretendem apenas registrar e reproduzir o que é dado, mas que, considerando-se o vínculo indiciário com o real concreto, se propõem a ressaltar diversidades, fragmentando o universo fotografado e multiplicando sensações no observador; relativizando, inclusive, o lugar da fotografia na modernidade. Ensinar a ve... [Leia mais]
R$ 21,00
preço de capa: R$ 30,00
economia de: R$ 9,00 (30%)
Frete Grátis
para pedidos acima de R$99,00 ou frete fixo de R$5,90 para todo o Brasil.
Parcele
sua compra em 3x de R$7,00 sem juros.
Em estoque.
Descrição
Este trabalho, cuja documentação elementar são fotografias da Coleção Alexandre Berzin/Foto Cine Clube do Recife - da Fundação Joaquim Nabuco -, tem por motivação compreender as especificidades da arte fotográfica praticada nesta cidade, na década de cinqüenta. São fotografias que não pretendem apenas registrar e reproduzir o que é dado, mas que, considerando-se o vínculo indiciário com o real concreto, se propõem a ressaltar diversidades, fragmentando o universo fotografado e multiplicando sensações no observador; relativizando, inclusive, o lugar da fotografia na modernidade. Ensinar a ver era o objetivo do fotógrafo Alexandre Berzin que reuniu em torno de si um grupo de fotógrafos amadores que buscavam autonomia como meio de expressão através da fotografia; interessados em arte e técnica e em participar de Salões, onde compartilhavam suas experiências e concorriam com outros fotógrafos do Brasil. Neste sentido, desvelamos o ato fotográfico de uma elite do Recife, que podia pensar e consumir fotografia. A obra pode ser considerada como uma legenda extensa, contando uma história não linear. Como uma composição que segue combinando representações e reflexões, insistimos na abertura do material visual aos mais diversos filtros e percepções. Apesar de seu lugar intermediário - cujo acesso só é possível na intertextualidade -, a fotografia é simplesmente fotografia: devemos esta consciência fotográfica, esta aproximação, àqueles fotógrafos do Recife, pioneiros nesta arte de reinventar o mundo.

Dados Técnicos
Páginas: 358
Peso: 686g
ISBN: 9788570196163