Ilusões perdidas, livro de Honoré de Balzac

Ilusões perdidas

Tradução de Rosa Freire d'Aguiar
Coleção: Penguin

Por volta de 1830, aos trinta e poucos anos de idade, Honoré de Balzac elegeu seu projeto de vida: escrever uma série de romances, novelas e contos que retratasse a sociedade de sua época em todos os seus aspectos, um retrato abrangente da vida francesa que, segundo o autor, realizaria pela pena o que “Napoleão não conseguiu concluir pela espada”. E, caso esse ambicioso panorama tenha um centro, este necessariamente deve ser Ilusões perdidas, o mais extenso dos ... [Leia mais]
R$ 49,00
preço de capa: R$ 54,90
economia de: R$ 5,90 (11%)
Frete Grátis
para pedidos acima de R$99,00 ou frete fixo de R$6,90 para todo o Brasil.
Parcele
sua compra em 3x de R$16,33 sem juros.
Apenas 2 em estoque.
Descrição
Tradução de Rosa Freire d'Aguiar
Coleção: Penguin

Por volta de 1830, aos trinta e poucos anos de idade, Honoré de Balzac elegeu seu projeto de vida: escrever uma série de romances, novelas e contos que retratasse a sociedade de sua época em todos os seus aspectos, um retrato abrangente da vida francesa que, segundo o autor, realizaria pela pena o que “Napoleão não conseguiu concluir pela espada”. E, caso esse ambicioso panorama tenha um centro, este necessariamente deve ser Ilusões perdidas, o mais extenso dos romances escritos por Balzac.

Publicado em três partes entre 1837 e 1843, Ilusões perdidas explora com maestria três aspectos fundamentais para compreender a sociedade francesa do século XIX: os jogos de poder e intriga das classes aristocráticas, o contraste entre a vida na capital e na província e o lado sujo - cínico e politiqueiro - da atividade jornalística. Tudo isso através da história do poeta Lucien de Rubempré, que sai da pequena cidade de Angoulême para buscar fortuna e consagração literária em Paris apenas para ver, um a um, seus sonhos caírem por terra.

Sobre o autor

Honoré de Balzac nasceu em Tours, França, em 1799, filho de um funcionário público. Passou quase seis anos interno em um colégio de Vendôme, depois se fixou em Paris, onde exerceu a função de estagiário em um escritório de advocacia. Entre 1820 e 1824, adotando diversos pseudônimos, escreveu alguns romances e a seguir tentou a sorte na atividade de editor, impressor e tipógrafo. Aos trinta anos, muito endividado, retomou a literatura com grande empenho e publicou o primeiro romance assinado com seu próprio nome. Nos vinte anos seguintes, escreveu cerca de noventa romances e contos, que receberam o nome abrangente de A comédia humana. Balzac faleceu em 1850, poucos meses depois de se casar com Evelina Hanska, a condessa polonesa com que manteve relações durante dezoito anos.

Dados Técnicos
Peso: 751g
ISBN: 9788563560339