Cortés e seu duplo - Pesquisa sobre uma mistificação, livro de Christian Duverger

Cortés e seu duplo - Pesquisa sobre uma mistificação

editora: UNESP
assunto:
Presumido autor da Historia verdadera de la conquista de la Nueva España (História verídica da conquista da Nova Espanha), obra central sobre a expansão ultramarina espanhola publicada em 1632, Bernal Díaz del Castillo entrou para o panteão da literatura hispânica, entre Cid e Dom Quixote. Mas tal atribuição de autoria perde credibilidade à medida que os estudiosos desvendam os mistérios e lacunas de sua biografia. Em Cortés e seu duplo – pesquisa sobre uma mistificação, Christian Duverger tenta demonstrar, por meio da análise de farta documentação historiográfica, que Dia... [Leia mais]
R$ 57,00
preço de capa: R$ 72,00
economia de: R$ 15,00 (21%)
Frete Grátis
para pedidos acima de R$99,00 ou frete fixo de R$6,90 para todo o Brasil.
Parcele
sua compra em 3x de R$19,00 sem juros.
Apenas 1 em estoque.
Descrição
Presumido autor da Historia verdadera de la conquista de la Nueva España (História verídica da conquista da Nova Espanha), obra central sobre a expansão ultramarina espanhola publicada em 1632, Bernal Díaz del Castillo entrou para o panteão da literatura hispânica, entre Cid e Dom Quixote. Mas tal atribuição de autoria perde credibilidade à medida que os estudiosos desvendam os mistérios e lacunas de sua biografia. Em Cortés e seu duplo – pesquisa sobre uma mistificação, Christian Duverger tenta demonstrar, por meio da análise de farta documentação historiográfica, que Diaz del Castillo foi na verdade uma criação do conquistador espanhol Hernán Cortés, protagonista e verdadeiro autor do épico.

Díaz del Castillo teria nascido na Espanha, morrido na Guatemala e participado de expedições fabulosas nas regiões do Panamá, Cuba e outras ilhas do Caribe. Em 1517, teria visitado a península de Iucatã e se engajado na empresa capitanea­da por Cortés, participando dos fatos capitais da queda do império asteca, então com 18 milhões de habitantes.

Duverger, no entanto, põe em dúvida essa trajetória e demonstra que o legítimo Díaz del Castillo dificilmente poderia ter escrito Historia verdadera por uma simples razão: “ele era provavelmente iletrado”. Além disso, o suposto autor do épico, de quem nunca se registrou uma só imagem, jamais foi biografado, mesmo depois de 250 anos da publicação de sua crônica, e a data de seu nascimento permanece desconhecida. O cultuado “escritor” Díaz del Castillo, sugere Duverger, não passa de uma criação do conquistador Cortés, que produzira obras anteriores e, à época, proibido de escrever pelo Rei Carlos V, bem poderia ter concebido um duplo.

Dados Técnicos
Páginas: 400
Peso: 490g
ISBN: 9788539305827