Para além das palavras - Representação e realidade em Antonio Candido, livro de Anita Martins Rodrigues de Moraes

Para além das palavras - Representação e realidade em Antonio Candido

editora: UNESP
Nesta obra, em que analisa como Antonio Candido teorizou o problema da representação da realidade na literatura, Anita Martins Rodrigues de Moraes levanta uma questão fulcral: como abordar as contribuições do intelectual nos estudos literários tendo em conta a presença, em sua obra, de premissas evolucionistas criticadas, ou mesmo superadas, no âmbito das ciências sociais? A indagação se justifica porque, para ela, o pressuposto do “progresso civilizador” habita o âmago da reflexão de Candido, permeando toda sua obra, o que torna relevante um olhar atento às pesquisas sobre as influências q... [Leia mais]
R$ 40,00
preço de capa: R$ 50,00
economia de: R$ 10,00 (20%)
Frete Grátis
para pedidos acima de R$99,00 ou frete fixo de R$6,90 para todo o Brasil.
Parcele
sua compra em 3x de R$13,33 sem juros.
Apenas 1 em estoque.
Descrição
Nesta obra, em que analisa como Antonio Candido teorizou o problema da representação da realidade na literatura, Anita Martins Rodrigues de Moraes levanta uma questão fulcral: como abordar as contribuições do intelectual nos estudos literários tendo em conta a presença, em sua obra, de premissas evolucionistas criticadas, ou mesmo superadas, no âmbito das ciências sociais? A indagação se justifica porque, para ela, o pressuposto do “progresso civilizador” habita o âmago da reflexão de Candido, permeando toda sua obra, o que torna relevante um olhar atento às pesquisas sobre as influências que exerceram sobre ele autores das ciências sociais tão distintos como Audrey I. Richards, Gilberto Freyre, Sérgio Buarque de Holanda, Ruy Coutinho, Frazer, Evans-Pritchard, Malinowski e Lévi-Strauss. A autora observa que a representação da realidade brasileira, em Candido, parte de uma elaboração do real, acomodando-se muitas vezes aos recursos expressivos europeus. A representação, assim, levaria a uma transfiguração artística da realidade, a qual remontaria à própria formação da literatura nacional. Para o crítico, uma literatura nacional poderia até mesmo não ter florescido, e sua existência se deve muito à “disciplina árcade”. Calcada na tradição clássica, esta teria moldado a realidade tropical aos padrões europeus e superado a “incultura e a barbárie gerais”. A literatura nacional, ainda conforme Candido, esteve ameaçada em seu percurso pela “regressão” e pela limitação ao folclore, assim como o português, “que se fez caipira” em contato com a natureza dos trópicos. A obra analisa os dois primeiros ensaios de Literatura e sociedade, a Formação da literatura brasileira e “Literatura de dois gumes” (A educação pela noite), além de Os parceiros do rio Bonito, “Estímulos da criação literária” (Literatura e sociedade), “Literatura e subdesenvolvimento” (A educação pela noite), “O direito à literatura” (O direito à literatura e outros ensaios)e O método crítico de Sílvio Romero.

Dados Técnicos
Páginas: 200
Peso: 285g
ISBN: 9788539305766