Parentesco, direito e o inesperado - Parentes são sempre uma surpresa, livro de Marilyn Strathern

Parentesco, direito e o inesperado - Parentes são sempre uma surpresa

editora: UNESP
Marilyn Strathern aborda nesta obra uma questão central dos estudos sociais – as discussões dos antropólogos acerca dos relacionamentos como base para a descoberta das relações. Seu objetivo é apontar a importância do papel que os apelos à relacionalidade ocupam nos estudos antropológicos e demonstrar que tais apelos são feitos a um fenômeno tanto dependente de certos modos de conhecimento, quanto onipresente (na sociedade humana). A autora examina as relações de parentesco nos países euroamericanos e na Melanésia, Amazônia e Austrália aborígene, buscando fornecer uma visão que equilibra o ... [Leia mais]
R$ 59,64
preço de capa: R$ 78,00
economia de: R$ 18,36 (24%)
Frete Grátis
para pedidos acima de R$99,00 ou frete fixo de R$6,90 para todo o Brasil.
Parcele
sua compra em 3x de R$19,88 sem juros.
Apenas 1 em estoque.
Descrição
Marilyn Strathern aborda nesta obra uma questão central dos estudos sociais – as discussões dos antropólogos acerca dos relacionamentos como base para a descoberta das relações. Seu objetivo é apontar a importância do papel que os apelos à relacionalidade ocupam nos estudos antropológicos e demonstrar que tais apelos são feitos a um fenômeno tanto dependente de certos modos de conhecimento, quanto onipresente (na sociedade humana). A autora examina as relações de parentesco nos países euroamericanos e na Melanésia, Amazônia e Austrália aborígene, buscando fornecer uma visão que equilibra o peso de cada um dos pólos de uma das questões metodológicas mais antigas da antropologia – as construções regulares sobre a existência social e as construções que se amparam em aspectos culturais e históricos das sociedades humanas. Em que medida, pergunta ela, o parentesco nas culturas ocidentais pós-revolução científica, onde essas relações moldam-se inclusive por meio da biotecnologia, de formações familiares inusitadas e intervenções legais é o parentesco de uma sociedade baseada no conhecimento? Strathern traz o pensamento jurídico à análise, uma vez que a disciplina e sua prática necessariamente lidam com diferentes tipos de relacionamentos e situações em que relações categóricas e interpessoais entram em confronto na arena judicial, envolvendo julgamentos e apelações no terreno dos direitos humanos. “Os ensaios pretendem transmitir a impregnação do pensamento relacional no modo como os euroamericanos conhecem o mundo, bem como descrever a vida social que essa impregnação tem tornado – e continua a tornar – possível”, escreve a autora, que sugere: “Se os euroamericanos não se perguntam sobre o tipo de pessoas em que estão se transformando, poderiam pensar nas consequências que suas decisões acarretam para o tipo de sociedade em que gostariam de viver”.

Dados Técnicos
Páginas: 406
Peso: 540g
ISBN: 9788539305636