ANTOLOGIA DO TEATRO ROMANTICO, livro de Elizabeth R. Azevedo

ANTOLOGIA DO TEATRO ROMANTICO

assunto:
O amor à pátria foi o sentimento que alimentou a maior parte da literatura brasileira romântica. Para dotar o país de uma nacionalidade literária, nossos escritores não se cansaram de elogiar a natureza exuberante, trataram o índio como herói, descreveram os costumes do campo e da cidade, voltaram-se para o passado histórico a fim de glorificá-lo e abrasileiraram o uso da língua portuguesa. Os três dramas reunidos no presente volume nasceram nesse contexto e trazem as marcas do nacionalismo romântico. Em A voz do pajé, Bernardo Guimarães põe o índio em cena, dividido entre o amor por uma mu... [Leia mais]
R$ 57,43
preço de capa: R$ 72,90
economia de: R$ 15,47 (21%)
Frete Grátis
para pedidos acima de R$99,00 ou frete fixo de R$5,90 para todo o Brasil.
Parcele
sua compra em 3x de R$19,14 sem juros.
Apenas 1 em estoque.
Descrição
O amor à pátria foi o sentimento que alimentou a maior parte da literatura brasileira romântica. Para dotar o país de uma nacionalidade literária, nossos escritores não se cansaram de elogiar a natureza exuberante, trataram o índio como herói, descreveram os costumes do campo e da cidade, voltaram-se para o passado histórico a fim de glorificá-lo e abrasileiraram o uso da língua portuguesa. Os três dramas reunidos no presente volume nasceram nesse contexto e trazem as marcas do nacionalismo romântico. Em A voz do pajé, Bernardo Guimarães põe o índio em cena, dividido entre o amor por uma mulher branca e a lealdade a sua tribo. O índio aparece também em Calabar, de Agrário de Menezes, drama histórico que trata da guerra dos portugueses contra os holandeses em Pernambuco, no século XVII, e que tematiza a luta pela independência pátria. O mesmo tema é aproveitado em Sangue limpo, de Paulo Eiró, abolicionista precoce, que recuou a ação dramática a 1822, para contrapor o grande feito histórico à falta de liberdade dos escravos.

Dados Técnicos
Páginas: 456
Peso: 440g
ISBN: 9788533623002