Sentidos de milícia - Entre a lei e o crime, livro de Greciely Cristina da Costa

Sentidos de milícia - Entre a lei e o crime

editora: UNICAMP
Este trabalho analisa os processos discursivos desencadeados pelo funcionamento da denominação milícia. Essa denominação começou a circular na mídia, em 2006, para se referir à polícia (junto a outros agentes de segurança pública) que invade áreas de favelas, impondo um domínio, intervindo nas relações sociais, a partir da instauração de um dispositivo normativo. Diante desse acontecimento discursivo, pergunta-se: por que chamar a polícia de milícia? A partir dessa questão, a autora perscruta quatro efeitos produzidos pela substituição de uma denominação por outra: 1) o de que, em ... [Leia mais]
R$ 36,79
preço de capa: R$ 49,00
economia de: R$ 12,21 (25%)
Frete Grátis
para pedidos acima de R$99,00 ou frete fixo de R$6,90 para todo o Brasil.
Parcele
sua compra em 3x de R$12,26 sem juros.
Apenas 1 em estoque.
Descrição
Este trabalho analisa os processos discursivos desencadeados pelo funcionamento da denominação milícia. Essa denominação começou a circular na mídia, em 2006, para se referir à polícia (junto a outros agentes de segurança pública) que invade áreas de favelas, impondo um domínio, intervindo nas relações sociais, a partir da instauração de um dispositivo normativo. Diante desse acontecimento discursivo, pergunta-se: por que chamar a polícia de milícia? A partir dessa questão, a autora perscruta quatro efeitos produzidos pela substituição de uma denominação por outra: 1) o de que, em certa instância, a denominação milícia recobre a violência policial ao dar outro nome à polícia, ou seja, desvincula milícia da Instituição Polícia; 2) por outro lado, é o lugar de policial que configura e sustenta o sentido de milícia enquanto protetora; 3) todavia, tem sua prática associada a grupos criminosos, é então significada como criminosa, um desdobramento da polícia; 4) e a existência da milícia está ligada a um espaço material político-simbólico determinado, a favela, pois é nesse espaço que ela instaura sua prática (sua lei).

Sobre a autora

Greciely Cristina da Costa é doutora em Linguística pelo Instituto de Estudos da Linguagem (IEL) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Organizou com Débora Massmann a coletânea Linguagem e historicidade, publicada pela RG Editores, e traduziu, com a mesma autora, o livro Os pré-discursos: Sentido, memória, cognição, de Marie-Anne Paveau, pela Editora Pontes.

Dados Técnicos
Páginas: 240
Peso: 280g
ISBN: 9788526810778