A fábrica do Antigo, livro de Luiz Marques (Org.)

A fábrica do Antigo

editora: UNICAMP
assunto:
O que há em comum entre, de um lado, a Antiguidade greco-romana e, de outro, Leonardo da Vinci, Michelangelo, Rafael, a Reforma Católica, os Jesuítas, o teatro francês do século XVII e a oratória brasileira do século XVIII? A resposta é simples: esses artistas e processos históricos não seriam inteligíveis se desligados de suas referências à Antiguidade, a partir da qual se movem. Tal é o significado da noção de tradição clássica, esse tecido de referências comemoradas que possibilitou à história da arte e das letras se constituir como um tenso diálogo entre passado e presente. Atentos ao c... [Leia mais]
R$ 68,38
preço de capa: R$ 108,00
economia de: R$ 39,62 (37%)
Frete Grátis
para pedidos acima de R$99,00 ou frete fixo de R$6,90 para todo o Brasil.
Parcele
sua compra em 3x de R$22,79 sem juros.
Apenas 1 em estoque.
Descrição
O que há em comum entre, de um lado, a Antiguidade greco-romana e, de outro, Leonardo da Vinci, Michelangelo, Rafael, a Reforma Católica, os Jesuítas, o teatro francês do século XVII e a oratória brasileira do século XVIII? A resposta é simples: esses artistas e processos históricos não seriam inteligíveis se desligados de suas referências à Antiguidade, a partir da qual se movem. Tal é o significado da noção de tradição clássica, esse tecido de referências comemoradas que possibilitou à história da arte e das letras se constituir como um tenso diálogo entre passado e presente. Atentos ao caráter problemático desse referencial, reúnem-se aqui 18 ensaios de historiadores diversos, que lançam luz sobre alguns aspectos dessa fábrica do Antigo.

Dados Técnicos
Peso: 930g
ISBN: 9788526807945