Memórias de um sargento de milícias, livro de Manuel Antônio de Almeida

Memórias de um sargento de milícias

editora: L&PM
Manuel Antônio de Almeida nasceu no Rio de Janeiro, em 1831, e morreu aos 30 anos, em 1861, no naufrágio do vapor Hermes, no litoral de Campos, Rio de Janeiro. De origem muito humilde, formou-se em medicina, mas nunca seguiu a profissão. Exerceu cargos públicos como adminstrador da Tipografia Nacional e diretor da Academia Imperial de Música e Ópera Nacional. Memórias de um sargento de milícias foi publicado primeiramente em folhetim no Correio Mercantil, nos anos de 1852 e 1854, e depois em livro sob o pseudônimo de Um Brasileiro. Este livro é uma obra-prima de humor e ironia. Segundo o cr... [Leia mais]
R$ 18,86
preço de capa: R$ 18,90
economia de: R$ 0,04 (0%)
Frete Grátis
para pedidos acima de R$99,00 ou frete fixo de R$6,90 para todo o Brasil.
Parcele
sua compra em 3x de R$6,29 sem juros.
Em estoque.
Descrição
Manuel Antônio de Almeida nasceu no Rio de Janeiro, em 1831, e morreu aos 30 anos, em 1861, no naufrágio do vapor Hermes, no litoral de Campos, Rio de Janeiro. De origem muito humilde, formou-se em medicina, mas nunca seguiu a profissão. Exerceu cargos públicos como adminstrador da Tipografia Nacional e diretor da Academia Imperial de Música e Ópera Nacional. Memórias de um sargento de milícias foi publicado primeiramente em folhetim no Correio Mercantil, nos anos de 1852 e 1854, e depois em livro sob o pseudônimo de Um Brasileiro. Este livro é uma obra-prima de humor e ironia. Segundo o crítico Nelson Werneck Sodré, Manuel Antônio de Almeida retratou 'a vida de rua, os tipos de rua, as figuras comuns e populares (...) Soube fazer tudo isso conservando-se fiel ao quadro dos costumes. Procurou mostrar o povo como o povo era e continuava a ser'. Escreveu também duas peças de teatro: O rei dos mendigos e Três amores.Em Memórias de um sargento de milícias, recupera o 'jeitinho brasileiro' ao construir, sob forte caricatura, Leonardo, um típico malandro da classe média mais conhecido da 'Época do Rei'. Ironizou algumas regras e vícios da socidade romântica burguesa do século XIX.

Dados Técnicos
Páginas: 208
Peso: 160g
ISBN: 9788525406675