Formação continuada crítica de professores de inglês como língua estrangeira/adicional: problematização de discursos e constituição ética dos sujeitos, livro de Maria Eugênia Sebba F. de Andrade

Formação continuada crítica de professores de inglês como língua estrangeira/adicional: problematização de discursos e constituição ética dos sujeitos

editora: PONTES
Este livro é fruto de uma investigação valiosa para a contemporaneidade que demanda uma formação de professores de língua inglesa como língua estrangeira/adicional sensivelmente atualizada. Nesse sentido, o livro destaca a ética da compreensão das relações de poder/saber (FOUCAULT, 1997) que muito contribuiu para uma revisão das ontologias-epistemologias-metodologias hegemônicas vigentes não somente na Linguística Aplicada, mas também nas outras áreas do conhecimento que conversam com a mesma. Mas, o aspecto inestimável deste trabalho é a capacidade da pesquisadora de fazer dessa compreensã... [Leia mais]
R$ 37,50
preço de capa: R$ 45,00
economia de: R$ 7,50 (17%)
Frete Grátis
para pedidos acima de R$99,00 ou frete fixo de R$5,90 para todo o Brasil.
Parcele
sua compra em 3x de R$12,50 sem juros.
Apenas 1 em estoque.
Descrição
Este livro é fruto de uma investigação valiosa para a contemporaneidade que demanda uma formação de professores de língua inglesa como língua estrangeira/adicional sensivelmente atualizada. Nesse sentido, o livro destaca a ética da compreensão das relações de poder/saber (FOUCAULT, 1997) que muito contribuiu para uma revisão das ontologias-epistemologias-metodologias hegemônicas vigentes não somente na Linguística Aplicada, mas também nas outras áreas do conhecimento que conversam com a mesma. Mas, o aspecto inestimável deste trabalho é a capacidade da pesquisadora de fazer dessa compreensão uma possibilidade para desenvolver interações com as professoras de língua inglesa e autocriticamente reavaliar suas convicções teórico-práticas. Sua própria construção de escrita apresenta mudanças de atitude na relação pesquisadora e participantes da pesquisa. Ou seja, essa escrita traz para o palco as intersubjetividades e posicionamentos em relação à convivência com as práticas por meio da língua inglesa de forma honesta e respeitosa, uma característica importante no jogo dos conflitos inerentes ao processo de formação de professores. A autora problematiza os conflitos vivenciados pelas participantes ao mesmo tempo em que repensa suas escolhas discursivas e transculturais no que tange aos diálogos, materiais, aos procedimentos e às reconstruções identitárias nas atividades propostas com embasamento da perspectiva crítica de língua/linguagem, poder, conhecimento e agência. Ao fazer isso, novas problematizações são geradas, pois não basta reconhecer a sala de aula como um espaço social e cultural; é preciso romper com a dicotomia entre o social e psicológico, pois essa dicotomia obscurece a relação existente entre o social cultural e o político, a qual está intimamente ligada às questões de identidade, subjetividade e diferença. (p. 98) Outra inovação é a natureza colaborativa da pesquisa incluindo o fato de que a escrita é devolvida às professoras para que elas entendam a apreensão da pesquisadora sobre o processo e tenham a oportunidade de inserir suas visões e de rever seus contextos socioculturais. Assim, as protagonistas avançam e retomam, desconstroem e reconstroem sentidos em várias direções. Entendo que a criatividade e ética desse gesto promove espaço para engajamento e coautoria com uso de inglês em suas diversas modalidades ressignificando a experiência diária das participantes e da pesquisadora, ?de uma perspectiva local? (p. 108). Este livro interessa aos educadores, professores de línguas/linguagens, pesquisadores de letramentos, desenhistas de currículos e de políticas linguísticas e àqueles que contam com um futuro promissor no âmbito das humanidades. Eis uma obra que dificilmente terá prazo de validade. Nara HirokoTakaki Docente de Letras da UFMS

Dados Técnicos
Páginas: 260
Peso: 476g
ISBN: 9788521700425