Revista da Biblioteca Mário de Andrade nº 73 - Monteiro Lobato, livro de Luciana Sandroni (org.)

Revista da Biblioteca Mário de Andrade nº 73 - Monteiro Lobato

Com uma rica trajetória de escritor-cidadão, Monteiro Lobato teve como objetivo de vida tirar o Brasil do seu atraso secular. Engajou-se em campanhas de erradicação das endemias e escreveu, já em 1918, uma série de artigos, enfeixados depois no livro Problema vital, em que denunciava as doenças do homem do campo. Como um cavaleiro andante em defesa de suas utopias, esteve à frente de empreendimentos nas áreas do ferro e do petróleo, a seu ver, pilares do crescimento e da independência econômica. “Compreendi ser o petróleo a grande coisa, a coisa máxima para o Brasil, a única força com eleme... [Leia mais]
R$ 35,00
preço de capa: R$ 50,00
economia de: R$ 15,00 (30%)
Frete Grátis
para pedidos acima de R$99,00 ou frete fixo de R$5,90 para todo o Brasil.
Parcele
sua compra em 3x de R$11,67 sem juros.
Apenas 2 em estoque.
Descrição
Com uma rica trajetória de escritor-cidadão, Monteiro Lobato teve como objetivo de vida tirar o Brasil do seu atraso secular. Engajou-se em campanhas de erradicação das endemias e escreveu, já em 1918, uma série de artigos, enfeixados depois no livro Problema vital, em que denunciava as doenças do homem do campo. Como um cavaleiro andante em defesa de suas utopias, esteve à frente de empreendimentos nas áreas do ferro e do petróleo, a seu ver, pilares do crescimento e da independência econômica. “Compreendi ser o petróleo a grande coisa, a coisa máxima para o Brasil, a única força com elementos capazes de arrancar o gigante do hino de seu berço de ufanias”, diria numa conferência quando percorreu o Brasil agitando a bandeira de sua causa, completando: “Surge pois o dilema: ou continuamos deitados no berço esplêndido e gente nova vem tomar conta disto ou, postos de pé, estaremos habilitados a arreganhar os dentes”. A modernidade em Lobato passava por modificações profundas no país que iam muito além das discussões formais sobre literatura, música e artes plásticas preconizadas pelo grupo que encampou a Semana de 1922. Lobato era, por isso, moderno sem ser modernista. – Vladimir Saccheta A 73ª edição da Revista da Biblioteca Mário de Andrade é dedicada a Monteiro Lobato, pro seu 70º aniversário de morte, além do centenário de publicação de seu primeiro livro Urupês (1918).

Dados Técnicos
Páginas: 120
Peso: 245g
ISBN: 9770104086736